Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Evaluation of sensibility, upper extremity motor function and functional performance in children with cerebral palsy

By Maria Cristina de Oliveira

Abstract

Crianças com paralisia cerebral (PC) podem apresentar deficiências somatossensoriais nos membros superiores que somadas aos problemas motores repercutem no desenvolvimento das habilidades manuais e, por conseguinte, na capacidade de executar as tarefas de cuidados pessoais. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivos avaliar a sensibilidade, função motora dos membros superiores e o desempenho funcional em autocuidado de crianças com paralisia cerebral do tipo diplegia espástica e verificar possíveis associações entre estas variáveis. A amostra do estudo é composta por dois grupos independentes de 30 crianças cada um, todas elas com idade entre 7 e 8 anos. As crianças com PC (GI) selecionadas são inscritas na Associação de Assistência a Criança Deficiente (AACD) e foram comparadas com crianças normais (GII) matriculadas em escola pública na cidade de São Paulo. Neste estudo transversal foram utilizados os testes de discriminação de dois pontos (D2P), localização do estímulo tátil (LET), estereognosia, qualidade da função motora dos membros superiores (QUEST) e o inventário de avaliação pediátrica de incapacidades (PEDI). Para comparação das variáveis pesquisadas foram aplicados o teste Qui-quadrado (comparação de proporções) e o teste de Mann-Whitney (comparação das medidas contínuas) demonstrando que os grupos apresentaram diferença estatisticamente significativa quanto à idade, dominância manual e status da sensibilidade, função motora e desempenho funcional. O GI foi composto por crianças em média 7 meses mais novas, que apresentaram com maior freqüência lateralidade manual esquerda e déficit em todas as áreas pesquisadas com exceção da LET. O teste de Wilcoxon para amostras relacionadas foi aplicado para comparação das medidas entre os lados direito e esquerdo indicando diferenças estatisticamente significativas nos testes de D2Pa (número de acertos) no GI e estereognosia (tempo) no GII. Para verificação da relação entre os testes de sensibilidade e os testes de função motora e desempenho funcional foi utilizado o coeficiente de correlação de Spearman demonstrando correlação positiva estatisticamente significativa entre a D2Pa e o desempenho funcional (PEDI) no GI e entre a D2Pa e a função motora (QUEST) no GII. Para verificar se as variáveis de sensibilidade predizem a função motora foi realizada a Regressão Linear Múltipla (identificação de um modelo preditivo para o desempenho motor - QUEST) indicando que para o GII os testes de sensibilidade empregados compõem um modelo regular (R²=0.5491) no qual se destaca a D2Pa. Para verificar se a sensibilidade e a função motora predizem a avaliação funcional também foi realizada a Regressão Linear Múltipla (identificação de um modelo preditivo para o desempenho funcional - PEDI) indicando para o modelo proposto um índice de R²=0.4569 para o GI, no qual a função motora e a D2P (tempo) foram as varáveis de maior relevância e R²=0.6350 para o GII com destaque também para a D2P (tempo). Desta forma, este estudo contribuiu para um maior conhecimento dos déficits de sensibilidade, função motora dos membros superiores e habilidades de autocuidado em crianças com PC assim como, a associação entre estes aspectos que poderá contribuir para abordagens terapêuticas que buscam desenvolver a capacidade destas crianças em usar as mãos nas atividades da vida diária. Palavras chaves: Paralisia cerebral, avaliação, tato, autocuidadoChildren with cerebral palsy can show somatosensorial handicap in fine motor skills and, in additional with motor problems, they may influence the development of manual abilities and the capacity to execute living daily skills. The objective of this study was to evaluate sensibility, upper extremity skills and performance in self care of children with spastic diplegia cerebral palsy, and to verify the relation among these variables. We studied two independent groups of 30 children each, age ranging from 7 to 8 years. The cerebral palsy children (GI) were selected at the Associação de Assistência a Criança Deficiente (AACD), and were compared with normal children (GII), all of them enrolled in a public school, both Institutions were in the city of São Paulo. In a sectional study, we used the Two-Point Discrimination Test (D2P), Localization of Tactile Stimuli Test (LET), Sterognosis, Quality of Upper Extremity Skills Test (QUEST) and the Pediatric Evaluation of Disability Inventory (PEDI). To compare the variables, we used the Chi-Square Test (to compare proportion) and the Mann-Whitney Test (to compare continuum measurement). The groups showed statistical significant difference related to age, motor function and functional performance. GI had children 7 months younger than GII, with more left handed children and deficits in all studied areas, except in the LET Test. The Wilcoxon Test was used to compare the relation between right and left sides, showing statistical significant difference in the D2P Test (number of correct answers) in GI and Sterognosis (time) in GII. To verify the relationship among the tests of sensibility, motor function and functional performance, we used the Spearman Rank-Order Correlation Coefficient, showing positive statistical significant correlation between D2Pa and functional performance (PEDI) in GI and between D2Pa and motor function (QUEST) in GII. To verify if the variables of sensibility can predict motor function, we used the Multiple Regression Line (identification of a predict model from motor performance-QUEST), showing that for GII, the sensibility tests used contains a regression line (R2 = 0.5491), emphasizing D2P. To verify if sensibility and motor function can predict functional evaluation, we used the Multiple Regression Line (identification of a predict model to functional performance-PEDI), showing that for GI, the model should be an index of R2 = 0.4569, and that motor function and D2P (time) were the most relevant variables and for GII, R2 = 0.6350, emphasizing D2P (time). This study contributed to a better knowledge of the deficits in sensibility, fine motor skills in children with cerebral palsy, and the correlation among them, contributing to a better rehabilitation model, aiming the development of these children in using their hands in daily living skills. Key words: Cerebral palsy, assessment, tactile, self-car

Topics: Paralisia cerebral, Avaliação, Tato, Cuidados pessoais com a saude, Cerebral palsy, Evaluation, Tactile, Self-care, Health
Publisher: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciências Médicas
Year: 2007
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UNICAMP:oai:unicamp.br:vtls000419368
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.