Location of Repository

Uma proposta de detecção de alterações sensorio-motoras e de fala e linguagem em unidades basicas de saude

By Lara Denise Parada Gilberti

Abstract

Um estudo longitudinal, analítico, prospectivo, que propôs um instrumento de detecção de anormalidades sensório-motoras e de fala/linguagem, foi realizado em Unidade Básica de Saúde, avaliando Indicadores de Risco no nascimento. De uma coorte de 364 recém-nascidos foi estudada uma amostra de 74, os quais se enquadraram em todos os critérios estabelecidos para esta pesquisa e cujas mães buscaram espontaneamente o serviço de Ambulatório do Sistema Único de Saúde em Aparecida de Goiânia-GO. Foram determinados como critérios de inclusão: idade durante as avaliações entre 1 e 3 meses (primeira), 4 e 7 meses (segunda), 8 e 12 meses (terceira) e 24 meses (quarta). Foram utilizados como critérios de exclusão: síndromes genéticas, mal-formações do sistema nervoso central e não aderência ao programa. Foram estabelecidos como critérios de interrupção: óbito, mudança de domicílio e idade cronológica maior de 24 meses. Definiram-se como instrumentos para avaliação: fichas e testes para Avaliação Sensório-Motora, Escala de Aquisições Iniciais de Linguagem (ELM Scale) e padronização de material necessário. Os resultados mostraram a idade média das mães em 22,7 anos, sendo 37,2% delas adolescentes e 61,4% multíparas; 9,6% dos lactentes nasceram com menos de 2500g e 4,1% grandes para a Idade Gestacional (GIG). A avaliação do APGAR de quinto minuto mostrou 6,5% de valores inferiores a sete. Em 33% dos casos, observou-se evolução sensório-motora insatisfatória, independente do momento da avaliação; não houve associação entre os fatores de risco no nascimento e as respostas nas diferentes avaliações (p=0,750). A avaliação nutricional mostrou que 25,7% dos lactentes apresentaram peso inadequado, caracterizado por curvas decrescentes, em V ou em W, com significativa associação, na terceira avaliação, com seu desempenho sensório-motor (p=0,012). Todos os bebês receberam estímulos, independente do fato de apresentarem alteração do desempenho sensório-motor. Os comportamentos registrados na primeira avaliação, quando comparados com aqueles obtidos na segunda avaliação, não apresentaram melhora significante (p=0, 100). Entre a segunda e a terceira avaliação, os comportamentos observados apresentaram melhora significativa (p=0,012). Entre a primeira e a terceira avaliação, foi registrada melhora significativa dos comportamentos (p=0,000), o que mostrou que o acompanhamento seqüencial do desenvolvimento sensório-motor durante o primeiro ano de vida do lactente foi efetivo. A avaliação da fala/linguagem na quarta avaliação mostrou alteração em 27,0% dos casos. Não houve associação entre o desenvolvimento observado na primeira avaliação (p=O,123) e na segunda avaliação (p=0,126) com a fala/linguagem na quarta avaliação; porém, houve associação entre o desenvolvimento observado na terceira avaliação e a fala/linguagem na quarta avaliação (p=0,017). Estes dados mostraram um risco 175 vezes maior de ocorrência de problemas de linguagem entre lactentes que apresentaram desenvolvimento sensório-motor inadequado ao final do primeiro ano de vida, do que entre aqueles que não apresentaram esta inadequação em quaisquer períodos, ou do que entre aqueles que a apresentaram em um outro período qualquer de seu desenvolvimentoA longitudinal analytical prospective study, which proposed an instrument to detect sensorimotor and speech/language abnonnalities, was carried out in a Health Basic Unit, evaluating Risk Indicators at birth. From a cohort of 364 new-borns it was studied a sample of74, which fit all the criteria established for this research and whose mothers OOdspontaneously looked for the service at the Ambulatory of the Public Health System, in Aparecida de Goiânia-GO, in the Midwestem Region ofBrazil. The criteria to be included in the present study were: age at the time of evaluations between 1 and 3 months (first), 4 and 7 months (second), 8 and 12 months (third) and 24 months (fourth). The criteria to be excluded from this study were: genetic syndroms, malformations of the central nervous system, and non-adhesion to the programoThe criteria to interrupt the participation in the study were: death, moving to a new address and chronological age above 24 months. The following were defined as instruments of evaluation: files and tests for Sensorimotor Evaluation, Early Language Milestone Scale (ELM Scale), and standardization of the necessary material. The results showed that the average age ofthe mothers was 22.7 years, 37.2% were adolescents and 61.4% were multiparous; 9.6% ofthe babies weighed less than 2,500g when they were bom and 4.1% were big for the Gestational Age. The APGAR of fifth minute evaluation showed 6.5% of values below seven. In 33% of the cases it was observed insatisfactory sensorimotor development, regardless the moment of evaluation; there was no association between the risk factors at birth and the responses to the different periods of evaluation (p=O.750). The nutritional evaluation showed tOOt25.7% of the babies presented inadequate weight, characterized by decreasing curves, in V or in W, with significant association, in the third evaluation, with the baby's sensorimotor performance (p=O.O12).All the babies were stimulated, regardless the fact of showing alteration in sensorimotor performance. The beOOviors registered in the first evaluation, when compared to the ones obtained in the second evaluation, did not present significant improvement (p=0.100). Between the second and the third evaluation, the behaviors observed presented significant improvement (p=0.012). Between the first and the third evaluation it was registered a significant improvement of the behaviors (p=0.000), which showed that the sequential follow-up of sensorimotor development during the first year of the baby was effective. The evaluation of speech/language in the fourth evaluation showed alteration in 27.0% of the cases. There was no association between the development observed in the first evaluation (p=0.123) and in the second evaluation (p=0.126) with the speech/language in the fourth evaluation; however, there was association between the development observed in the third evaluation and the speech/language in the fourth evaluation (p=0.017). These data showed a risk 175 times higher of occurrence ofT language problems among the babies who presented inadequate sensorimotor development at the end of the first year of their lives, than among the ones that did not show.such alteration in any periods, or than among the ones that showed it in any other period of their developmen

Topics: Lactentes, Fonoaudiologia, Fala, Linguagem
Publisher: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciências Médicas
Year: 2001
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UNICAMP:oai:unicamp.br:vtls000218936
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.