Location of Repository

Percepções das pessoas com diabetes mellitus acerca da doença e das complicações crônicas

By Thais Silva Pereira Campos

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2014.O diabetes mellitus traz mudanças importantes na vida das pessoas, pois requer cuidados, tratamentos e modificações permanentes no estilo de vida. No entanto, as pessoas com diabetes mellitus têm dificuldade para realizar o autocuidado aderindo ao tratamento. Essa situação favorece a evolução da doença podendo levar ao desenvolvimento de sérias complicações agudas e/ou crônicas, como a nefropatia diabética. Com a intenção de contribuir para a maior compreensão sobre como as pessoas percebem sua condição, foi realizado o estudo que objetivou conhecer a percepção de pessoas com diabetes mellitus tipo 2, atendidas na atenção básica em centros de saúde de Florianópolis/SC, acerca da doença e das complicações crônicas decorrentes da mesma. Para elucidar o objetivo desta pesquisa, realizou-se um estudo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa dos dados. A coleta de dados foi realizada nos meses de junho a setembro de 2014. Para tanto, entrevistas com roteiro semiestruturado foram aplicadas nos domicílios e em quatro centros de saúde de Florianópolis/SC. Participaram do estudo vinte pessoas com diabetes mellitus tipo 2 acompanhadas em centros de saúde do município. Para a organização e codificação dos dados utilizou-se o software Ethnograph 6.0. Além disso, para análise do material coletado, foi utilizada a análise qualitativa de conteúdo convencional, o que possibilitou identificar três categorias: conhecimento das pessoas com diabetes mellitus sobre a doença; conhecimento das pessoas com diabetes mellitus sobre as complicações crônicas; e barreiras no controle do diabetes mellitus. Os resultados do estudo apontaram que o conhecimento que as pessoas possuem acerca do diabetes mellitus e das complicações é limitado às suas próprias experiências ou de pessoas próximas. As principais fontes de informações sobre a doença apresentadas pelos participantes da pesquisa foram televisão, revistas e internet. Os profissionais de saúde foram raramente apontados como fonte de informação. Além disso, foram identificadas algumas barreiras no controle do diabetes mellitus, como: emocionais, econômicas e de acesso aos serviços de saúde. As barreiras emocionais foram relacionadas a situações de estresse e sentimentos de tristeza, desamparo, abandono, ansiedade e preocupação causados pela falta de apoio familiar, por situações cotidianas e mudanças no estilo de vida. Nas barreiras econômicas, os principais relatos referem-se a limitação orçamentária para aquisição de alguns alimentos e/ou medicamentos que não são disponibilizados pelos serviços de saúde. Por fim, em relação ao acesso aos serviços de saúde, os participantes relataram dificuldade de marcação de consultas para acompanhamento e consultas especializadas. Diante do exposto, para melhorar sobremaneira o conhecimento e as atitudes das pessoas com diabetes mellitus, este estudo evidencia a importância de ter um processo de educação em saúde convergente às necessidades de cada pessoa, que utilize abordagens mais dialógicas e que favoreça o acesso das pessoas aos serviços de saúde. Além disso, para contribuir com a diminuição das barreiras no controle da doença, este estudo ressalta a importância de ações como o envolvimento dos familiares no tratamento; ações coordenadas entre profissionais de saúde que valorizem as especificidades de cada pessoa; políticas públicas que capacitem continuamente os profissionais de saúde e melhorem o acesso aos medicamentos e aos serviços de saúde, bem como, campanhas informativas que abranjam o maior número de pessoas possível. Por fim, ressaltamos a necessidade de estudos futuros de intervenção educativa focados nas complicações do DM, principalmente, a doença renal crônica.<br>Abstract : Diabetes mellitus brings relevant changes in people s lives, since it requires care actions, treatment and permanent modifications in lifestyle. Nonetheless, people with diabetes mellitus find difficulty to perform self-care when adhering to treatment. This situation favors the evolution of the disease and may lead to the development of serious acute and/or chronic complications, such as diabetic nephropathy. With the purpose of contributing to greater understanding of how people perceive their condition, we performed this study that aimed to examine the perception of people with type 2 diabetes mellitus, served in the primary care of health centers in Florianópolis/SC, about the disease and the chronic complications resulting from it. In order to elucidate the aim of this research, we performed a descriptive and exploratory study, with a qualitative approach of data. Data collection took place from June to September 2014. To that end, interviews with semi-structured script were applied in households and in four health centers in Florianópolis/SC. The study had the participation of twenty people with type 2 diabetes mellitus monitored by local health centers. In order to organize and encode data, we used the software Ethnograph 6.0. Furthermore, in order to analyze the collected stuff, we made use of qualitative analysis of conventional content, which allowed us to identify three categories: knowledge of people with diabetes mellitus about the disease; knowledge of people with diabetes mellitus about the chronic complications; and barriers in the control of diabetes mellitus. The results of the study indicated that the knowledge that people have about diabetes mellitus and its complications is limited to their own experiences, or experiences of closer people. The main sources of information about the disease presented by the research participants were television, magazines and internet. On the other hand, healthcare professionals were rarely mentioned as a source of information. Furthermore, some barriers have been identified in the control of diabetes mellitus, such as: emotional barriers, economic barriers and barriers in accessing health services. Emotional barriers were related to situations of stress and feelings of sadness, helplessness, abandonment, anxiety and concern caused by the lack of family support, everyday situations and changes in lifestyle. In economic barriers, the main reports refer to budget limitations for the acquisition of some foods and/or medications that are not made available by health services. Lastly, regarding the access to health services, the participants reported difficulty to schedule consultations for monitoring and specialized examinations. In light of the foregoing, in order to significantly improve the knowledge and attitudes of people with diabetes mellitus, this study emphasizes the importance of having a health education process convergent with the needs of each person, which is able to make use of more dialogic approaches and favor the access of people to health services. Furthermore, with a view to contributing for the reduction of barriers in controlling the disease, this study highlights the importance of actions such as the involvement of relatives in the treatment; coordinated actions among health professionals that enhance the specificities of each person; public policies that continually empower health professionals and improve access to medications and health services, as well as information campaigns that encompass the highest possible number of people. Finally, we highlight the need for further studies of educational intervention focused on the DM complications, mainly chronic kidney disease

Topics: Enfermagem, Diabetes Mellitus, Pacientes, Doencas cronicas
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/132451
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.