Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Exercício físico, sistema de recompensa e esteroides anabólicos androgênicos

By Michelle Hartwig Sanches Sauerbier

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Neurociências, Florianópolis, 2014.Os Esteroides Anabólicos Androgênicos (EAA), conhecidos popularmente como anabolizantes, são hormônios responsáveis pelos caracteres sexuais secundários masculinos e a formação dos tecidos somáticos. Estas substâncias têm sido utilizadas indiscriminadamente por pessoas interessadas na melhoria do desempenho atlético e desenvolvimento de massa muscular. Entretanto, além de seus efeitos anabólicos, os EAA possuem também propriedades psicotrópicas que podem desencadear o abuso e a dependência química, além de interferir nos processos de aprendizagem e memória. Muitos usuários de EAA praticam o exercício físico de forma regular e, em razão disso, há um interesse crescente pelos efeitos da interação entre estes compostos e o exercício físico em parâmetros comportamentais e neuroquímicos, especialmente modificações no sistema dopaminérgico mesocórticolímbico de recompensa. Diversos estudos vêm demonstrando a plasticidade cerebral induzida pelo exercício físico, através do estímulo às funções sináptica e mitocondrial. Esta neuroplasticidade pode estar relacionada ao impacto do exercício físico em circuitos neurais de recompensa e processos de aprendizagem e memória. Isto explica seus efeitos pró-cognição em pacientes com doenças neurológicas ou indivíduos idosos. Esta revisão teve por objetivo principal reunir os estudos pré-clínicos e clínicos avaliando os efeitos do exercício físico em relação à dependência química ocasionada pelos EAA e os efeitos desta interação no sistema cerebral de recompensa. De forma complementar, a fim de se verificar efeitos promovidos pelos EAA, foi efetuada uma parte experimental utilizando camundongos machos da linhagem Swiss Albino. As evidências revisadas no presente estudo indicam que o exercício físico pode representar uma alternativa benéfica ao tratamento e à prevenção da dependência química em geral, inclusive aquela promovida por EAA.<br>Abstract : Anabolic Androgenic Steroids (AAS), popularly known as anabolic steroids, hormones are responsible for male secondary sexual characters and the formation of somatic tissues. These substances have been used indiscriminately by people interested in improving athletic performance and muscle mass development. However, in addition to its anabolic effects, AAS also have psychotropic properties that can trigger abuse and addiction, in addition to interfering in the processes of learning and memory. Many users of AAS practice exercise regularly and, because of this, there is a growing interest in the effects of the interaction between these compounds and physical exercise on behavioral and neurochemical parameters, especially changes in the mesocorticolimbic dopaminergic reward system. Several studies have shown brain plasticity induced by physical exercise by stimulating the synaptic and mitochondrial functions. This neuroplasticity can be related to the impact of exercise on neural reward circuits and processes of learning and memory. This explains their pro-cognitive effects in patients with neurological diseases or senile individuals. This review was aimed at bringing together the pre-clinical and clinical trials evaluating the effects of exercise in relation to chemical dependence caused by EAA and the effects of this interaction in the brain reward system studies. Additionaly, in order to verify the effects promoted by EAA we performed an experimental study using Swiss male albino mice. The evidence reviewed in this study indicates that exercise may be a beneficial alternative to the treatment and prevention of addiction in general, including that promoted by AAS

Topics: Neurociências, Exercicios fisicos, Esteróides anabólicos, Abuso de substâncias
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/129442
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.