Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Análise do Rompimento Hipotético da Barragem Oeste do Vale do Rio Itajaí

By Giorgia Moecke

Abstract

TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Tecnológico. Engenharia Civil.O Vale do Rio Itajaí, situado na bacia hidrográfica do rio Itajaí-Açu, é uma região caracterizada por enchentes recorrentes. Como medida mitigatória contra os danos causados pelas enchentes, foram construídas barragens de contenção de cheias na região. Dentre estas barragens, destaca-se a Barragem Oeste pelo elevado potencial de acumulação e por estar situada próxima ao município de Taió. No entanto, juntamente com os benefícios advindos das barragens são apresentados riscos devido a possibilidade de sua ruptura. Por se tratar de uma barragem de alta categoria de risco e dano potencial associado, classificada como classe de risco “A”, a Barragem Oeste necessita de um Plano de Ações Emergenciais. Segundo o disposto na Lei 12.334/10, que regulamenta o Plano de Segurança de Barragens, o PAE desta barragem deve apresentar os estudos referentes a sua ruptura hipotética. O objetivo deste trabalho foi a análise da propagação da onda de cheia provocada pela ruptura hipotética da Barragem Oeste. Foram analisados ainda: o tempo de chegada da onda no município, a elevação máxima do nível d’água e tempo de dissipação da onda de cheia. O estudo foi realizado no software HEC-RAS com a utilização de seções topobatimétricas e de um MDT com resolução de 1,0 m. A ruptura foi simulada através da abertura de uma brecha pelo escorregamento de um dos blocos do vertedouro. Os resultados foram apresentados sob a forma de manchas de inundação e indicaram que a onda deve atingir o município em 1,5 h após a ruptura. A elevação máxima atingida pelo nível d’água no município foi de 350,50 m e ocorreu cerca de 8,0 h após o rompimento da barragem. A completa dissipação da cheia deve ocorrer cerca de 60,0 h após a ruptura da barragem. O modelo exposto neste trabalho apresenta conformação satisfatória com a realidade de campo, porém para a elaboração do PAE da barragem algumas alterações são recomendadas. Dentre elas a extensão da área de abrangência do MDT e a consideração de outros cenários de ruptura

Topics: Ruptura de Barragens, HEC-RAS, Ruptura de Barragens de Concreto, Mapas de Inundação, Abertura de Brechas em Barragens de Concreto.
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/127343
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.