Location of Repository

Os espaços de natureza protegida na Ilha de Santa Catarina, Brasil

By Orlando Ednei Ferretti

Abstract

Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis, 2013.Na geografia, em especial na área de análise ambiental, os estudos sobre a proteção da natureza vêm crescendo nos últimos dez anos. Trabalhos sobre as paisagens em parques e outras categorias de proteção têm sido pesquisas constantes nos programas de pós-graduação no Brasil. Este trabalho de tese procura analisar também este tema, aqui denominado como Espaços de Natureza Protegida (ENPs). O objeto delimitado para essa análise são os espaços protegidos na Ilha de Santa Catarina, no município de Florianópolis, que apresenta em seus 421,5 km², uma diversidade de paisagens, possibilitando uma riqueza de habitats naturais. As paisagens são dominadas pelos maciços cristalinos e pela planície costeira que exercem influência nas diferentes fisionomias vegetais. Estas paisagens são formadas também por uma cidade, cujo desenvolvimento urbano vem se acelerando nas três últimas décadas. As hipóteses da pesquisa são: o crescimento urbano é evidente e vem atingindo os ENPs; há dificuldades na efetividade de gestão dos ENPs; há interesses divergentes no uso da terra, sobretudo no que diz respeito à crescente e desorganizada urbanização dificultando a integração de um planejamento territorial que leve em conta o conjunto dos ENPs e seus objetivos de proteção. Para atender a essas hipóteses propõe-se como o objetivo principal da tese analisar o conjunto dos espaços de natureza protegida na Ilha de Santa Catarina. Tendo por objetivos específicos delimitar as conexões naturais; apreender a efetividade de gestão e manejo desses espaços; compreender a importância desses espaços na lógica socioambiental do planejamento territorial; compreender as paisagens heterogêneas em ambientes com urbanização ou uso intenso da terra. Como metodologia se propõe uma pesquisa dialética, com a perspectiva sistêmica, onde as principais categorias de análise são a paisagem, o território e os espaços de natureza protegida. As variáveis de análise são: a pressão urbana sobre os sistemas naturais, o mosaico dos espaços de natureza protegida, e a cobertura e uso da terra. Sobre essas variáveis, os procedimentos metodológicos foram pautados pela construção teórica de território, paisagem, geossistema, bacias hidrográficas, ecologia de paisagem e espaços de natureza protegida. Para compreender as paisagens se identificou e analisou três diferentesGeossistemas: Geossistema Planícies Marinhas, Geossistema Planícies Aluvio-Coluviais e Geossistema Maciços Rochosos e Morros Isolados. Foi realizado o mapeamento e caracterização dos ENPs presentes na Ilha, com destaque para as Unidades de Conservação (UC). Para compreender a gestão e atual estado das UC, foi aplicada metodologia de Avaliação Rápida e a Priorização do Manejo de Unidades de Conservação (RAPPAM). Foram gerados mapas de cobertura e uso da terra com o uso de imagens do satélite LANDSAT dos anos de 1986, 1995 e 2010, onde a análise dos elementos contou com o uso da ecologia da paisagem a fim de identificar corredores ecológicos e possibilidades de ligação entre os espaços de natureza protegida. Foram realizadas entrevistas com profissionais com conhecimento sobre os ENPs e sobre o planejamento territorial de Florianópolis. Como conclusões da pesquisa foi possível: identificar e mapear os geossistemas com base em dados e informações sobre as bacias hidrográficas, ENPs, e dados de cobertura e uso da terra; diagnosticar os ENPs quanto a forma, tamanho e gestão, dialogando sobre a possibilidade de corredores ecológicos e biológicos na Ilha; compreender que o desenvolvimento urbano está isolando os ENPs da planície; e que ENPs vem sendo discutidos pelo planejamento territorial e urbano no município, mas não há a integração entre os órgãos gestores de diferentes instâncias. <br>Abstract : In geography, especially in the area of environmental analysis, studies on the protection of nature have been growing over the last ten years. Work on the landscapes in parks and other categories of protection, have been ongoing research in graduate programs in Brazil. This thesis also seeks to analyze this issue, here termed the Nature Protected Areas (ENPS). The object defined for this analysis are the protected areas on the island of Santa Catarina, in Florianópolis, which shows in its 421.5 km ², a diversity of landscapes, providing a wealth of natural habitats. The landscapes are dominated by crystalline massifs and coastal plain that influence the different vegetation types. These landscapes are formed also by a city whose urban development has accelerated in the last three decades. The research hypotheses are: urban growth is evident and has been reaching the ENPS , there are difficulties in the effective management of ENPS, divergent interests in land use, especially when we talk about increasing and disorganized urbanization hindering the integration of planning that takes into account all the ENPS and their protection objectives. To address these hypotheses is proposed as the main objective of this thesis examine all the protected nature areas on the island of Santa Catarina. Having as specific goals demarcating natural connections; grasp the effectiveness of management of these spaces; understand the importance of these spaces in the environmental logic of territorial planning; understand the heterogeneous landscapes in urban environments or intensive land. The methodology proposes a dialectic research, with a systemic perspective, where the main analysis categories are landscape, territory and protected nature spaces. The analysis variables are: urban pressure on natural systems, the mosaic of protected nature areas, and cover and land use. On these variables, the procedures were guided by theoretical construction of territory, landscape, geosystem, watersheds, ecology and landscape in protected nature areas. To understand the landscapes were identified and analyzed three different geosystems: Marine Plains geosystem, Plains geosystem Aluvio - colluvial and geosystem Massive Rocky Hills and Isolated Hills. Was realizes the mapping and characterization of ENPS present in the island, especially the Conservation Units (UC). To understand the current state of management of the UCwas applied the methodology of Rapid Assessment and Prioritization of Protected Areas Management (RAPPAM). Were generated coverage maps and land use using LANDSAT satellite images of the years 1986, 1995 and 2010, where the analysis of the elements relied on the use of landscape ecology to identify potential corridors and linking spaces between the areas of protected nature. Interviews were conducted with professionals with knowledge about the ENPS and territorial planning in Florianópolis. With the survey findings it was possible to identify and map the geosystems based on data and information about the watersheds, ENPS, and data coverage and land use; diagnose ENPS in its shape, size and management, talking about the possibility of biological an d ecological corridors on the Island; understand that urban development is isolating ENPS of plain; ENPS have been discussed by spatial and urban planning of the city, but there is no integration between the management bodies of different instances

Topics: Geografia, Conservação da natureza, Florianópolis (SC), Bacias hidrograficas, Florianópolis (SC), Paisagem -, Proteção, Florianópolis (SC), Ecologia, Florianópolis (SC), Áreas de Proteção Ambiental (APA)
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/122896
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.