Location of Repository

A seção feminina do PCB no exílio

By Lilian Back

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2013.Esta dissertação tem como tema central a reconstrução da Seção Feminina (SF) do Partido Comunista Brasileiro (PCB) no exílio, compreendendo o período que vai de 1974 a 1979, anos de sua reestruturação formal e da transferência da estrutura partidária ao país com uma linha política própria ratificada pela direção partidária, respectivamente. Tal trabalho inscreve-se na História das Mulheres com uma perspectiva de gênero, tendo como objetivos compreender como se desenvolveram os processos de retomada do "trabalho feminino" interrompido pela ditadura e de reestruturação do aparato partidário específico, atentando para as relações estabelecidas entre o partido, as mulheres auto-organizadas em seu interior e o movimento feminista setentista. Da mesma forma visou compreender o processo de elaboração coletiva da nova linha partidária que serviria para dar o adequado suporte à militância daquelas mulheres, expressa nos documentos Informe sobre a Condição da Mulher no Brasil e a Luta para transformá-la e Plataforma de luta pela Igualdade de Direitos da Mulher. Para tanto, foram utilizadas como fontes de pesquisa, além desses dois documentos, o conjunto da documentação de circulação interna produzida e acumulada pela SF do Comitê Central, a documentação oficial do PCB daquele período, bem como a documentação relativa aos espaços externos em que a SF atuou. Ao longo dele foi possível perceber o protagonismo das pecebistas na recuperação desse instrumento de luta, que visava a transformação da relação de desigualdade entre homens e mulheres dentro e fora do partido. O conjunto das experiências acumuladas pela SF e suas organizações de base foi bastante heterogêneo e contraditório, pois resultou da interação de diversos fatores, fundamentalmente, da inexistência de uma linha política definida até 1979. Verificou-se que as formas como as seções femininas do partido se relacionaram com o feminismo brasileiro organizado nos locais em que se estabeleceram e com o feminismo dos países hóspedes foi determinante para a organização de sua militância nos espaços de exiladas brasileiras, para a elaboração da linha política mencionada e para o desenvolvimento de uma consciência de tipo feminista.<br>Abstract : This dissertation is focused on the reconstruction of the Women's Section ( SF ) of the Brazilian Communist Party ( PCB ) in exile , comprising the period from 1974, when it was restructurated in exile, to 1979, when it was transferred back to Brazil with a policy ratified by the party leadership. This work subcribes Women´s History, with a gender perspective. The main objective is to understand how they developed the process of resumption of " women's work " stopped by the dictatorship and the restructuring of the specific party apparatus , focusing on the relations between women self - organized inside of the party and seventies feminist movement . The work is likewise aimed at understanding the process of collective elaboration of the new party line that would serve to provide proper support to the militancy of the women expressed in the documents Report on the Status of Women in Brazil and the Struggle to Transform it and Platform of Struggle for Equal Women's Rights . For this, I used as sources of research beyond these two documents, the documentation set for internal circulation produced and accumulated by the SF of the Central Committee, the official documentation of PCB in that period as well as the documentation on the external spaces where SF served . It was possible to perceive the role of PCB militants in the recovery of that instrument of struggle, which aimed to transform the unequal relationship between men and women inside and outside the party. The experiences accumulated by SF and their grassroots organizations were very heterogeneous and contradictory, and resulted from the interaction of several factors, primarily the lack of a policy defined until 1979. It was found that the ways in which women's sections of the party were related to organized Brazilian feminism in places where they settled and the feminism of the host countries was crucial to the organization of the activism of Brazilian exiled militants, for the preparation of a politics toward women´s issues in the Party and to the development of a feminist conscience

Topics: História, Feminismo, Exilio
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/122796
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.