Location of Repository

As universidades como novos atores da cooperação internacional para o desenvolvimento

By Karlla Zanesco

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Programa de Pós-graduação em Relações Internacionais, Florianópolis, 2013A inserção da universidade no Sistema Internacional de Cooperação para o Desenvolvimento (SICD) é um fenômeno recente e em expansão no mundo. Em alguns países observa-se a existência de políticas públicas especificamente voltadas para esta participação e identifica-se a formação de uma dimensão própria da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (CID) voltada para esse fenômeno, a da Cooperação Universitária para o Desenvolvimento (CUD), que corresponde ao conjunto de atividades que a universidade tem condições de realizar, baseada em suas competências básicas, em benefício dos países do Sul. A partir disso, o objetivo desta dissertação é analisar como o processo de inserção da universidade no SICD está ocorrendo no Brasil. Inicialmente considera-se que a universidade brasileira é admitida como um ator da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento brasileira, mas que a Cooperação Universitária para o Desenvolvimento ainda é uma dimensão desconhecida entre os formuladores de políticas da área no Brasil, que não atribuem um tratamento específico à participação da universidade. Além disso, acredita-se que os fatores que levam a universidade brasileira a inserir-se no SICD são provenientes, sobretudo de estímulos externos à instituição. A verificação dessas questões é realizada através do método de estudo de caso, investigando a realidade da CUD brasileira no período de 2003 a 2012 e, em seguida, a da Universidade Federal de Santa Catarina, analisando-a a partir das atividades de CUD realizadas atualmente na instituição. Conclui-se a partir do estudo que a inserção da universidade brasileira no SICD é verificada no Brasil, mas a Cooperação Universitária para o Desenvolvimento ainda é uma dimensão desconhecida entre os formuladores de políticas da área no Brasil e mesmo entre as Instituições de Ensino Superior. Por fim, não é possível afirmar que a inserção da universidade seja influenciada sobretudo por fatores externos pois a universidade possui suas próprias atividades de CUD e há projetos dos quais ela participa a partir de sua iniciativa <br>Abstract: The inclusion of the university in the international development cooperation system is a recent and growing phenomenon worldwide. In some countries it is observed the existence of public policies driven to this participation and it is identified the formation of a specific dimension of International Development Cooperation toward this phenomenon that is the University Development Cooperation, which corresponds to the set of activities that the university is able to perform, based on its own skills, in benefit of developing countries. The aim of this dissertation is to analyze how the university entry process in international development cooperation system is occurring in Brazil. Initially it is considered that the university is admitted as an actor by International Development Cooperation carried out by Brazil but the University Development Cooperation remains an unknown dimension among Brazilian policymakers. Furthermore, it is believed that the factors leading Brazilian university to enter into this system are external to the institution. To verify these assertions it is used the case study method through which it is analyzed the reality of Brazilian University Development Cooperation from 2003 to 2012 and then the case of a Brazilian university - Universidade Federal de Santa Catarina ? which analyzes its current activities on this area. It is concluded that it is verified the inclusion of Brazilian university in the international development cooperation system but the University Development Cooperation remains an unknown dimension among policymakers of the area in Brazil and that happens even between the universities. Finally, it is not possible to say that the inclusion of the university is mainly influenced by external factors because the university has its own University Development Cooperation activities and it participates in projects by its own will

Topics: Relações internacionais, Cooperação internacional, Cooperacao universitaria, Brasil
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/107356
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.