Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Exame médico periódico de saúde

By Carlos Henrique Búrigo Rebello and Marta Almansa Sortica

Abstract

TCC (especialização). Universidade Federal de Santa Catarina. Associação Catarinense de Medicina. Curso de Especialização em Medicina do TrabalhoNas últimas décadas, pesquisas de profissionais de várias áreas da saúde vêm apontando para as conseqüências negativas da doença ocupacional. Esta vem se agravando e aumentando no mesmo ritmo de desenvolvimento da sociedade moderna. Dependendo do tipo de doença ocupacional sua manifestação pode ocasionar a perda de capacidade para o trabalho e para as relações sociais, desinteresse, sentimento de impotência, depressão, uso do álcool e drogas e pode levar a crises de dissociações graves nos limites da psicose, como o estresse, por exemplo. O estudo interdisciplinar das condições organizacionais produtivas que muitas vezes geram doenças ocupacionais abre a possibilidade de realização de programas destinados a área que reduzam ao máximo seu efeito. Contudo, os estudos sobre as doenças ocupacionais e suas condições etiológicas exigem especificações para cada categoria e ambiente de trabalho, pois é a partir de suas peculiaridades que se pode determinar exposições mais ou menos acentuadas a tipos específicos de fatores de tais doenças. Esta pesquisa se justifica, também, pela raridade de estudos sobre a importância de exames médicos periódicos em ambientes de trabalhos como forma preventiva. Já do ponto de vista da produtividade, a doença ocupacional tem sido apontada como responsável por 50% das taxas anuais de absenteísmo em países desenvolvidos como, por exemplo, a Inglaterra (Dean, 1995). Esta taxa tem apresentado uma evolução ascendente no decorrer das últimas décadas, estando visivelmente ligada ao processo de transformação acelerada da economia e tecnologia modernas. Além dos enormes custos ligados ao absenteísmo, nos países desenvolvidos, os agentes produtivos, informados sobre a causalidade da(s) doença(s) ocupacionais, tendem a processar as organizações pelos danos sofridos, os quais muitas vezes poderiam ser evitados com a efetivação adequada de exame(s) médico(s) periódico(s)

Topics: Medicina do trabalho, Exames médicos, Doenças profissionais - Diagnóstico
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/104977
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.