Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

O ensino da filosofia em Santa Catarina

By Lauro Roberto Lostada

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2012O ensino mediado pelas Tecnologias Digitais tem alimentado um debate polêmico na área da educação. Em se tratando do ensino da filosofia mediado por tecnologias o debate é mais polêmico ainda, considerando toda a tradição que envolve a disciplina. Este estudo está delimitado neste contexto, pois propõe como objetivo provocar um debate sobre as inovações educacionais no ensino da filosofia, cujo resultado possa favorecer a formação crítica dos professores que atuam com a disciplina nas escolas de Ensino Médio de Santa Catarina. Em linhas gerais, a investigação procurou compreender o perfil do professor que atua com o ensino da filosofia e também o uso que ele faz da tecnologia em sala de aula, visando a transformação e a qualificação das práticas pedagógicas. Foram analisados os limites e as possibilidades quanto à integração das mídias ao ensino da filosofia, buscando apresentar propostas para a superação das dificuldades encontradas nesse processo de integração. Para tanto, a pesquisa utilizou-se de um questionário disponibilizado através de um web site, cujo acesso foi solicitado por carta e também por e-mail a todos os professores de filosofia da maioria das 872 escolas de Ensino Médio do Estado. Os resultados desta pesquisa foram obtidos a partir das informações de 75 professores e foram analisados sob uma abordagem quali-quantitativa, com o referencial teórico das perspectivas crítico-sociais de Habermas e Bourdieu, além das concepções sobre o ensino da filosofia que perpassam Kant, Gramsci, Saviani, Deleuze e Guattari. Os resultados indicam que: muitos dos professores não têm formação na área; muitos têm pouca habilidade para com o ensino da filosofia e utilizam a tecnologia como um recurso instrumental; o uso das tecnologias serve como motivação dos estudantes, porém, não provoca uma modificação de fato nas propostas de ensino, o que torna necessário um debate crítico sobre a aplicação das tecnologias no ensino da filosofia, bem como sobre a formação dos professores. Esses resultados apontam a necessidade de se consolidar um projeto educacional dialógico, reflexivo e crítico, que permita o encontro entre os diversos segmentos do processo educacional como forma de alicerçar um movimento permanente em vista do conhecimento e, portanto, da emancipação crítica dos sujeitos.<br>Abstract : Teaching mediated by Digital Technologies has fueled a controversial debate in education#s field. In terms of teaching philosophy mediated by technology, debate is even more controversial, considering all the tradition that involves that specific discipline. This study is delimited in this context, because it proposes as main reason, spur debate about educational innovations in the teaching of philosophy, which result may favor the critical formation from teachers that work with this discipline in high schools of Santa Catarina. In general, the research sought to understand the profile of the teacher who works teaching philosophy and also the use he makes of technology in the classroom, wanting to reach the transformation and qualification of pedagogical practices. Have been analyzed the limits and possibilities regarding the integration of media into the teaching of philosophy, seeking proposals to overcome the difficulties encountered in the integration process. Therefore, the research used a questionnaire made available in a web site, to which access was requested by letter and also by e-mail to all teachers of philosophy in most of the 872 high schools in the state. These results were obtained from the information of 75 teachers and were analyzed in a qualitative and quantitative approach, with the theoretical reference based on social-critic perspectives by Habermas and Bourdieu, beyond notions about teaching philosophy that pervade Kant, Gramsci , Saviani, Deleuze and Guattari. The results indicate that: the majority of teachers have no formation in the area and many have little ability at teaching philosophy and use technology as an instrumental resource, the use of technologies serve as motivation for the students, however, do not really modify the education proposals, which brings need to a critical debate about the application of technology in the teaching of philosophy, as well as teacher training. These results indicate a need to consolidate a dialogical educational project, reflective and critical, allowing the encounter between different segments of the educational process as a way to support a permanent move in view of knowledge and, therefore, of critical emancipation of subjects

Topics: Educação, Filosofia, Estudo e ensino, Santa Catarina, Tecnologia educacional, Santa Catarina, Professores -, Formação, Santa Catarina
Year: 2012
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/100733
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.