Location of Repository

Primer anarquismo español y cultura obrera (1868-1910). El peso de la subordinación a la defensa de la identidad obrera

By Michel Ralle

Abstract

http://dx.doi.org/10.5007/1984-9222.2013v5n9p139As interpretações particulares dos grandes temas libertários por parte dos antiautoritários espanhóis se apoiaram nas elaborações sociais e discursivas dos coletivos operários. Iniciativas de organização e modelos de defesa levaram a verdadeiras construções ideológicas que deram um caráter totalmente operário às propostas habituais do anarquismo bakuninista. Tanto a exaltação da organização concebida como fim em si mesmo como a reticência em propor a greve geral foram duradouras. O objetivo essencial continuou sendo a defesa prioritária da identidade operária e de suas formas de presença social. Até nos grandes conflitos dos primeiros anos do século XX são visíveis as tensões entre estas interpretações e a visão libertária de mudança social, mais ideológica e mais radical

Topics: História Social; História Política, Anarquismo; Cultura Operária; Greve Geral
Publisher: Universidade Federal de Santa Catarina
Year: 2013
DOI identifier: 10.5007/1984-9222.2013v5n9p139As
OAI identifier: oai:periodicos.ibict.br.Mundos_do_Trabalho:oai:periodicos.ufsc.br:article/30583
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://dx.doi.org/10.5007/1984... (external link)
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.