Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

O PAC e o setor de ferrovias: do incrementalismo à proposta de um novo paradigma

By Pedro Henrique Giocondo Guerra

Abstract

O trabalho analisa historicamente as recentes medidas do governo federal para o desenvolvimento do setor de ferrovias, buscando verificar se o PAC representou uma mudança de paradigma. Conclui-se que o PAC, em si, não rompeu com o paradigma inaugurado pela desestatização do setor, ocorrida entre 1996-1998. No entanto, reforçou o papel do Estado como planejador, iniciado com o PNLT, como empresário, com o fortalecimento da Valec e, de maneira indireta, como regulador, com o a edição de novas resoluções pela ANTT, em resposta a seus objetivos de integrar as malhas ferroviárias concedidas e de torná-las mais competitivas

Topics: Setor ferroviário, PAC, PIL, Institucionalismo histórico, Reformas institucionais, Ferrovias - Brasil, Ferrovias e Estado, Reforma administrativa - Brasil, Programa de Aceleração do Crescimento (Brasil)
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_FGV:oai:bibliotecadigital.fgv.br:10438/11573
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.