Location of Repository

A PARTICIPAÇÃO DO INTERCÂMBIO AFETIVO NO DESENVOLVIMENTO DA SUBJETIVIDADE E DAS PRÁTICAS COMPARTILHADAS

By GILBERTO BRUZZI DESIDERIO

Abstract

No presente trabalho será apresentada uma investigação, amparada tanto pela filosofia, quanto por pesquisas relacionadas ao desenvolvimento infantil, que tem como objetivo delimitar, a partir do conceito de sintonia do afeto (Stern 1992), um possível intercâmbio afetivo mútuo disponível nas relações interpessoais desde o nascimento, como a manifestação mais primitiva da intersubjetividade. A partir disso será argumentado que esse intercâmbio afetivo, por proporcionar trocas intersubjetivas, pode estar envolvido nos primórdios do processo de identificação e diferenciação entre os humanos, participando assim de maneira decisiva no desenvolvimento da subjetividade. Neste sentido, será argumentado ainda, que devido a sua participação no desenvolvimento da subjetividade, esse intercambio pode ser considerado a atividade percussora dos comportamentos de atenção compartilhada e das demais práticas compartilhadas existentes na cultura. Além disso, será argumentado também que, tomando como ponto de partida a perspectiva pragmática de linguagem, esse intercambio pode ser considerado o primeiro veículo da linguagem, visto que ele pode ser considerado também o primeiro veículo da comunicação e da significação.This work will present an investigation supported by philosophy and by a research related to child development, its objective aims to define, based on the concept of tuning of affection (Stern 1992), a possible affective interchange available in relationships since birth, as the most primitive masnisfetation of intersubjectivity. From this, it will be argued that by providing an intersubjective interchange, this affective interchange can be involved in the initiation of the identifications process and also in the differences between human beans, participating in a decisive way in the development of subjectivity, this interchange can be considered the precursor behavior of joint attention and other shared practices existing in the culture. Moreover, it will be argued that taking by the bottom line of the pragmatic view of language, this interchange can be considered the first medium of language, since it can be regarded as the first medium of communication and signification

Topics: INTERCAMBIO, EXCHANGE, SUBJETIVIDADE, SUBJECTIVITY, LINGUAGEM, LANGUAGE, ATENCAO, ATTENTION, DESENVOLVIMENTO, DEVELOPMENT, PSICOLOGIA CLÍNICA
Publisher: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO
Year: 2012
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_PUC_RIO:oai:MAXWELL.puc-rio.br:20976
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.