Location of Repository

Epifitismo vascular e estado de conservação de fragmentos florestais na Bacia Hidrográfica do Sorocaba/Médio Tietê, São Paulo, Brasil

By Fernando Antonio Bataghin

Abstract

Cerca de 10% de todas as plantas vasculares do mundo apresentam hábito epifítico. As epífitas vasculares se estabelecem sobre as árvores hospedeiras (forófitos), sem emitirem estruturas haustoriais, com a finalidade de obter maior acesso a luz solar, mesmo em detrimento das condições de umidade. A presente pesquisa realizou uma caracterização da florística, estrutura e distribuição espacial da comunidade epifítica vascular em fragmentos florestais protegidos (UCs) e não protegidos, presentes na bacia hidrográfica do Sorocaba/Médio Tietê (2230 a 2345 S, e 4815 a 4700 W). Dada sua extensão a bacia hidrográfica estudada apresenta condições fitossociológicas peculiares, sendo registrados três tipos vegetacionais ao longo da mesma, o que permitiu que ela fosse dividida em área jusante, área central e área montante, segundo sua vegetação característica de cada área. O levantamento florístico foi realizado em 21 sítios amostrais (fragmentos florestais), sete em cada uma das áreas. O componente epifítico vascular foi avaliado quantitativamente em 1080 forófitos com DAP &#8805; 20 cm e distribuídos em 12 sítios (90 forófitos cada sítio e quatro sítios em cada área da bacia). Os forófitos foram divididos em seis estratos verticais nos quais foram registradas as abundâncias das espécies epifíticas. Na bacia hidrográfica foram registradas 176 espécies epifíticas pertencentes a 66 gêneros e 14 famílias. O índice de diversidade de Shannon para a bacia foi de H' = 3,695, a equabilidade (J) igual a 0,713 e a riqueza de Margalef (d) foi de 18,39. Na Área Jusante foram encontrados 56 espécies, 28 gêneros e nove famílias,com índice de Shannon H' = 2,948, equabilidade de J = 0,732 e riqueza de Margalef d =6,470. Nessa mesma área 64% das espécies foram anemocóricas e 36% zoocóricas e a abundância das epífitas não variou significativamente (p > 0,05) entre o Sítio Core (UC) e suas réplicas, no entanto houve diferença significativa (p < 0,05) entre a riqueza observada no Sítio Core e suas Réplicas, exceto ao Sítio Réplica II. Na Área Jusante a forma da distribuição vertical das epífitas vasculares variou significativamente (p < 0,05) apenas entre o Sítio Core e o Sítio Réplica I. Para a Área Central foram registradas 64 espécies, 32 gêneros e nove famílias. O índice de Shannon foi H' = 2,872, a equabilidade J = 0,686 e o índice de riqueza de Margalef (d) foi de 7,605. A observação da síndrome de dispersão indicou 56% das espécies como anemocóricas e 44 % como zoocóricas. Houve diferença significativa (p < 0,05) entre a riqueza do Sítio Core e dos Sítios Réplica II e Réplica III, mas não houve variação significativa (p > 0,05) entre as abundâncias do Sítio Core e suas réplicas e nem entre a forma da distribuição vertical das epífitas vasculares do Sítio Core e suas três Réplicas na Área Central. Na Área Montante foram encontradas 139 espécies, 61 gêneros e 14 famílias, com índice de diversidade de Shannon de H' = 3,659, equabilidade J = 0,742 e riqueza de Margalef d= 16,17. Nessa Área Montante, 68% das espécies apresentaram dispersão anemocórica e 32%, zoocória. A abundância das epífitas vasculares não variou significativamente (p > 0,05) entre o Sítio Core e suas réplicas, já a riqueza variou significativamente (p < 0,01) entre Sítio Core e todas as suas Réplicas. Houve diferença significativa entre a forma da distribuição vertical das epífitas vasculares que ocorrem no Sítio Core da Área Montante e de suas três Réplicas (p > 0,05). Do total de 176 espécies observadas na bacia, mais de 2/3 apresentaram dispersão anemocórica. A 2 maior similaridade florística foi observada entre a Área Jusante e Área Central, já a Área Montante apresentou o maior número de espécies exclusivas (94 spp.). Não houve diferença significativa (p > 0,05) entre a distribuição das abundâncias das epífitas vasculares nas diferentes áreas da bacia hidrográfica. A riqueza da área montante foi significativamente diferente das duas outras áreas da bacia, entretanto, as áreas jusante e central não apresentaram diferença significativa entre si. A distribuição vertical das epífitas ocorreu de forma diferente entre as áreas jusante e montante, e entre as áreas central e montante (p = 0,0001), mas de forma semelhante entre as áreas central e jusante (p > 0,05). Os resultados reforçam a idéia de dependência da comunidade epifítica em relação à umidade atmosférica. Dentre os principais agentes reguladores da diversidade epifítica vascular desse estudo destacam-se as características fitofisionômicas das áreas florestais, fatores macroclimáticos (especialmente a sazonalidade hídrica)e fatores que influenciam o microclima dos fragmentos como a redução da complexidade estrutural ou a criação de bordas. Em termos de conservação a presença de 50 espécies sob algum grau de ameaça constitui forte argumento para a conservação de fragmentos florestais na bacia do Sorocaba/Médio Tietê.About 10 % of all vascular plants in the world are epiphytes. Vascular epiphytes settle on the host trees (phorophytes) without producing haustorial structures, aiming to increase access to sunlight, even at the expense of humidity. The present study aimed to characterize the floristic, structure and spatial distribution of the vascular epiphytic community in protected and unprotected forest fragments located in the Sorocaba/Médio Tietê watershed (2230 to 2345 S, and 4815 to 4700 W). Given the size of the watershed it presents unique phytosociological conditions showing three vegetation types, allowing its division into downstream area, central area and upstream area, according to the characteristic vegetation of each area. The survey was conducted in 21 sampling sites (forest fragments), namely, seven in each area of the watershed. The vascular epiphyte component was quantitatively evaluated in 1090 phorophytes with DBH &#8805; 20 cm and distributed in 12 sites (90 phorophytes each site and four sites in each area). The phorophytes were divided into six strata where the abundance of epiphytic species were recorded. In the total watershed 176 species, 66 genera and 14 families were recorded. The Shannon index for the watershed was H' = 3.695, the equability (J) = 0.713 and Margalef richness index (d) was 18.39. In the downstream area 56 species, 28 genera and nine families were found, with Shannon index H' = 2.948, equability J = 0.732 and Margalef richness d = 6.470. In this same area, 64% of species were anemochoric and 36% zoochoric, and the abundance of vascular epiphytes did not differ significantly (p > 0.05) among the Core Site (UC) and its replicas, however, there was significant difference (p < 0.05) between richness observed in the Core Site and its replicas, except the Replica II Site. In the downstream area, vertical distribution of vascular epiphytes varied significantly (p < 0.05) only between the Core Site and Replica I Site. For the Central Area 64 species, 32 genera and nine families were registered. H' = 2.872, J = 0.686 and d = 7.605. Regarding the dispersion syndrome, 56% of the species are anemochoric and 44%, zoochoric. There is a significant difference (p < 0.05) among the richness of the Core Site and Replica II and Replica III Sites, but no significant variation (p> 0.05) among the abundance of the Site Core and its replicas, nor between the vertical distribution of vascular epiphytes of the Core Site and its three replicas in the Central Area. In the upstream area 139 species, 61 genera and 14 families were found, with Shannon diversity index H'= 3.659, equability J = 0.742 and Margalef richness index d = 16.17. In this same area, 68% of the species showed anemochory and 32%, zoochory. The abundance of vascular epiphytes did not differ significantly (p > 0.05) among the Core Site and its Replica Sites, but the richness varied significantly (p < 0.01) among Core Site from all its replicas. There is a significant difference between the vertical distribution of vascular epiphytes occurring on the Core Site and its three replicas (p > 0.05) in the upstream area. Of the total of 176 species observed in the watershed, more than two thirds are anemochoric. The highest floristic similarity was observed between the downstream area and the central area, in turn, the upstream area had the highest number of exclusive species (94 spp.). No significant difference (p > 0.05) was observed between the distribution of abundance of vascular epiphytes on the different areas of watershed. The richness of the upstream 4 area was significantly different from the two other areas of the watershed, however, the central and downstream areas showed no significant difference between them. The vertical distribution of epiphytes were differently between the upstream and downstream areas, and between the central and upstream areas (p = 0.0001), but similar between the central and downstream areas (p > 0.05). The results emphasize the idea of dependence of the epiphytic community on atmospheric humidity. Among the main defining features of vascular epiphyte diversity of this study, the following should be highlighted: phytophysiognomic characteristics of the forest areas, macroclimatic factors (especially water seasonality) and factors influencing the microclimate of the fragments as the reduction of the structural complexity and the occurrence of forest edges. Regarding conservation, the presence of 50 species under some degree of threat should provide a strong argument for the conservation of forest fragments in the Sorocaba/Médio Tietê watershed

Topics: Distribuição vertical, Fitossociologia de epífitas, Espécies ameaçadas, Cerrados, Mata Atlântica, Epífitas, Ecologia de comunidades, ECOLOGIA, Phytosociology of epiphytes, Atlantic Forest, Cerrado, Endangered species, Vertical distribution, ECOLOGIA
Publisher: Universidade Federal de São Carlos
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UFSCAR:oai:ufscar.br:5785
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.