Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Influência de um programa de educação física no desenvolvimento psicomotor de jovens e adultos com deficiência intelectual

By Elizabeth de Cássia Bianconi

Abstract

Pessoas com deficiência intelectual podem apresentar pouco equilíbrio, locomoção deficitária e dificuldades de coordenação durante realização de movimentos mais complexos. Dessa forma, torna-se necessário estimular e desenvolver os aspectos relacionados ao domínio psicomotor nesses indivíduos, por meio das aulas de Educação Física, visando o aprendizado de padrões e habilidades motoras fundamentais para o desenvolvimento de suas potencialidades. Assim sendo, esta pesquisa teve como objetivo geral verificar a influência de um programa de Educação Física no desenvolvimento psicomotor de jovens e adultos com deficiência intelectual. Como objetivo específico pretendeu-se: a) sistematizar, aplicar e descrever o programa de intervenção pedagógica voltado à população em questão; b) avaliar a evolução das habilidades psicomotoras (variável em questão) de jovens e adultos com deficiência intelectual (população em estudo) nos períodos pré e pós intervenção. Sob a perspectiva qualitativa foi realizada uma pesquisa de campo exploratória do tipo manipulação experimental. A pesquisa desenvolveu-se em uma instituição de educação especial localizada em um município de médio porte no interior de São Paulo. A amostra foi constituída por 11 participantes de ambos os sexos, com faixa etária acima de 18 anos, cuja característica comum é a deficiência intelectual. Como instrumento de coleta de dados foi empregada a Escala de Desenvolvimento Motor EDM - proposta por Rosa Neto (2002), sendo aplicada antes e após o período de intervenção. A intervenção teve a duração de quatorze semanas, com duas sessões semanais e duração de 50 minutos cada. A intervenção foi constituída por um programa de Educação Física, o qual englobou atividades lúdicas e exercícios com base em elementos da motricidade, tais como coordenação motora fina e global, equilíbrio, esquema corporal, organização espaço-temporal e lateralidade, adequadas ao nível de envolvimento dos participantes. As avaliações e as sessões foram registradas por meio de filmagens e diário de campo, visando facilitar a coleta e posterior análise dos dados. Através das análises dos dados pode-se concluir cinco das aptidões motoras (motricidade fina, esquema corporal, organização espacial, organização temporal, e aptidão motora geral) obtiveram valores significativos para p≤0,05. Embora tenha sido observada discreta melhora nos aspectos relativos ao equilíbrio e a coordenação global, não houve mudanças estatisticamente significativas. Dentre os aspectos psicomotores analisados pelo teste, todos os indivíduos apresentaram melhora na Aptidão Motora Geral, uns permaneceram com a mesma classificação e outros atingiram o score suficiente para mudar de categoria, isso nos mostra que o programa de Educação Física exerceu um papel importante para a evolução psicomotora desses indivíduos

Topics: Educação especial, Desenvolvimento psicomotor, Programa de ensino, Educação física, Deficiência intelectual, Habilidades psicomotoras, Programa de educação física, EDUCACAO ESPECIAL, EDUCACAO ESPECIAL
Publisher: Universidade Federal de São Carlos
Year: 2012
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UFSCAR:oai:ufscar.br:4422
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.