Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Avaliação da acessibilidade do idoso em sua residência

By Luciana Bolzan Agnelli

Abstract

Resumo: O expressivo crescimento da população idosa no Brasil, decorrente de diversos fatores, tem gerado necessidades em várias dimensões sociais. O desafio é conseguir uma sobrevida maior com uma qualidade de vida cada vez melhor. As limitações comumente impostas pelo avanço da idade trazem reflexos na manipulação do ambiente em que o idoso está inserido, especialmente o domicílio, que precisa ser acessível, favorecendo a funcionalidade e prevenindo acidentes. O objetivo deste trabalho foi avaliar as condições espaciais da residência de idosos entre 60 e 69 anos, a fim de verificar quais são as condições favoráveis e desfavoráveis para a acessibilidade no lar e a satisfação do idoso em relação ao ambiente domiciliar. Participaram da pesquisa 20 sujeitos ativos e independentes, selecionados por meio da Medida de Independência Funcional (MIF). Os dados foram coletados na residência dos sujeitos, através de uma entrevista sobre o domicílio e de um roteiro de avaliação ambiental, construído a partir da Norma 9050 (ABNT). Foram encontrados estreitamentos menores do que 60cm na área de circulação, em 80% das residências visitadas; irregularidades no piso (10%); desníveis, especialmente no quintal (75%); obstáculos em geral, como tapetes (100%) e vasos (40%). Também foi constatada a existência de facilitadores, como barras de apoio no banheiro (25%), luminária perto da cama (35%), entre outros. Em 45% dos casos houve história de queda na residência atual, a maioria delas por causas relacionadas a fatores ambientais. O ambiente domiciliar, como qualquer outro, apresenta características que funcionam como barreiras e, por outro lado, elementos que se apresentam como facilitadores. Os idosos desta pesquisa mostraram conhecimento em relação ao tema e apresentaram reconhecimento dos riscos do ambiente e das vantagens de algumas adequações. Foi possível afirmar que a tecnologia assistiva deve ser implementada não apenas como um elemento compensatório de algumas funções, mas para garantir a manutenção da independência, com segurança, em uma perspectiva preventiva.Abstract: The expressive elderly population growth in Brazil, due to multiple factors, has created needs in several social dimensions. The challenge is to live longer with an increasing quality of life. The limitations commonly imposed by the advanced age affects the environment where the elderly people is inserted, specially their house, which must be accessible, favoring the functionality and to preventing accidents. The objective of this study was to assess the residence spatial conditions of elderly people aged between 60 and 69 years, in order to verify which conditions are favorable and which are unfavorable for residence accessibility and elderly peoples satisfaction in relation to the home environment. A total of 20 active and independent individuals participated in the research, and they were selected by Functional Independence Measure (FIM). The data were collected in the individuals residence, through an interview about the house and an environmental assessment inspection, developed from Standard 9050 (Brazilian Association of Technical Standards ABNT). The research revealed a circulation area narrower than 60 cm in 80% of the visited residences; floor irregularities (10%); unevenness on the ground, particularly in the backyard (75%); obstacles in general, such as carpets (100%) and vases (40%). The existence of facilitators was noted, such as supporting bars for bathrooms (25%), lamp close to bed (35%), and others. There is a history of fall in the current residence in 45% of the cases, mostly by causes related to environmental factors. The home environment, as any other, has elements that work as obstacles and others that work as facilitators. The elderly people of this research showed knowledge in relation to the theme and showed acknowledge about the environment risks and the benefits of some adaptations. It was possible to affirm that assistive technology must be implemented not only as a compensatory element of some functions, but to assure the maintenance of independence, with security, in a preventive perspective

Topics: Terapia ocupacional, Gerontologia, Tecnologia assistiva, Acessibilidade e mobilidade, Idosos, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL, Elder people, Accessibility, Assistive Technology, Occupational Therapy, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Publisher: Universidade Federal de São Carlos
Year: 2012
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UFSCAR:oai:ufscar.br:4303
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.