Location of Repository

Estrutura da comunidade de invertebrados aquáticos em arrozais do Rio Grande do Sul

By Cristina Stenert

Abstract

As áreas úmidas são ecossistemas prioritários para a conservação em vista de sua grande diversidade biológica e produtividade, além de suas inúmeras funções e valores. No Sul do Brasil, dados conservativos apontam que aproximadamente 90% das áreas úmidas originais já foram destruídas principalmente devido à expansão agrícola, especialmente de lavouras de arroz irrigado. Por outro lado, o arroz é o cereal mais importante cultivado em países em desenvolvimento, sendo o principal alimento para mais da metade da população mundial. Além disso, uma alta diversidade de espécies de plantas e animais tem sido encontrada nessas áreas agrícolas. O objetivo geral deste estudo foi avaliar a estrutura e a diversidade de macroinvertebrados em lavouras de arroz e em canais de irrigação nas diferentes fases hidrológicas do ciclo de cultivo em uma importante região orizícola do Rio Grande do Sul, visando a conservação da biota nestes agroecossistemas. Foram realizadas seis coletas ao longo de um ciclo de cultivo (junho de 2005 a junho de 2006) em seis lavouras de arroz e quatro canais de irrigação na Planície Costeira do Rio Grande do Sul. Foram obtidas amostras quantitativas de macroinvertebrados utilizando o amostrador do tipo core inserido nos 10 cm superficiais do sedimento, e amostras qualitativas, utilizando uma rede de mão. Os principais resultados obtidos foram: as amostragens resultaram em um total de 26.579 indivíduos distribuídos em 119 táxons de invertebrados coletados nas lavouras de arroz e canais de irrigação; a manutenção de lavouras de arroz com água e sem água no período de resteva favorece o estabelecimento de um maior número de táxons de macroinvertebrados dentro da paisagem agrícola; as lavouras de arroz irrigado são capazes de armazenar e manter viáveis os bancos de ovos e outras estruturas de resistência de invertebrados aquáticos ao longo de seu ciclo de cultivo; e os canais de irrigação funcionam também como hábitats para a comunidade de macroinvertebrados aquáticos, auxiliando na manutenção da biodiversidade aquática nessas áreas agrícolas. Esses resultados podem ser utilizados em planos de manejo que busquem conciliar a produção agrícola com a conservação da biodiversidade no Rio Grande do Sul.Wetlands are prioritary ecosystems for conservation due to their vast biological diversity and productivity, besides their many functions and value. In southern Brazil conservative data show that about 90% of the original wetlands are already destroyed due to agricultural expansion, mainly the irrigated rice fields. On the other hand, rice is the most important cereal grown in developing countries, being the main food source for more than half of the world population. Also, a high diversity of plants and animals has been found in these agricultural areas. The main goal of this study was to assess the structure and diversity of macroinvertebrates in rice fields and irrigation canals over the different hydrological phases of the cultivation cycle in an important rice cultivation area in Rio Grande do Sul to preserve the biota in these agroecosystems. Six collections were carried out along a cultivation cycle (June 2005 June 2006) in six rice fields and four irrigation canals in the Coastal Plain of Rio Grande do Sul. Quantitative samples of macroinvertebrates were obtained with a corer inserted 10 cm deep into the sediment, and also qualitative samples with a kick net.The main results obtained were: a total of 26,579 individuals assigned into 119 invertebrate taxa were collected in rice fields and irrigation canals; the maintenance of the dry fields and the flooded fields in the fallow phase favors the setting of a greater amount of macroinvertebrate taxa in the agricultural landscape; the irrigated rice fields can store and keep egg banks and other resistance structures of aquatic invertebrates viable along their cultivation cycle, and the irrigation canals work as habitats for the aquatic invertebrate community, thus assisting to keep the aquatic diversity in these agricultural areas. These results can be used in management plans which aim at reconciling agricultural production and biodiversity conservation in Rio Grande do Sul

Topics: Macroinvertebrados bentônicos, Arroz - plantio, Diversidade biológica, Manejo de ecossistemas, Conservação da natureza, Dormência, Conservação de áreas úmidas, Manejo de agroecossistemas, ECOLOGIA, Biodiversity, Benthic macroinvertebrates, Rice cultivating, Agroecosystem management, Wetland conservation, ECOLOGIA
Publisher: Universidade Federal de São Carlos
Year: 2009
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UFSCAR:oai:ufscar.br:2375
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.