Location of Repository

Desempenho de criança de 7 a 10 anos em diferentes tarefas de controle postural.

By Marcos Seizo Kishi

Abstract

O presente estudo teve por objetivo descrever o impacto de diferentes tarefas no controle postural de crianças 7 a 10 anos, divididas em grupos etários de 7-8 e 9-10 anos. Para tanto, 21 crianças participaram da realização de 5 testes do Sistema Balance Master. No primeiro teste, objetivou-se verificar a proporção da descarga de peso frente a níveis de estresse articular conferida por graus de flexão de joelhos, e o teste ANOVA não constatou diferenças entre os grupos e as condições. O segundo e o quinto testes, tinham por objetivo verificar a influência da manipulação das informações sensoriais sobre o controle postural, quantificado pela velocidade de oscilação postural, sendo que o segundo teste manipulou as informações somatossensoriais e visuais, enquanto que o quinto teste manipulou as informações vestibulares e visuais. Em ambos os testes aplicou-se o teste estatístico de Kruskal-Wallis. Não foram verificadas diferenças inter grupos, mas, comportamentos diferentes dos grupos, frente às condições, puderam ser verificadas. Com relação às manipulações de informações sensoriais, verificou-se, no segundo teste, que a alteração da informação somatossensorial provocou maior desestabilização do controle postural, enquanto que no quinto teste foi verificada maior desestabilização diante da manipulação vestibular. O terceiro teste teve como objetivo verificar a reação de componentes do controle motor durante a realização de tarefas envolvendo a movimentação consciente do centro de massa em direções específicas. O grupo de 7-8 anos obteve melhor desempenho nas variáveis Último Ponto e Velocidade de Movimento, e, sugere-se que esse desempenho esteja relacionado a aspectos cognitivos envolvidos na tarefa. O quarto teste teve por objetivo relacionar variáveis relacionadas à marcha com a manutenção da estabilidade postural, após a sua realização. Não houve diferenças entre os grupos, porém, a oscilação postural final no sentido ântero-posterior obteve correlação positiva com a largura do passo e com a velocidade de progressão. Considerando os aspectos relacionados ao controle postural, podemos concluir que, na faixa etária de 7-10 anos, o fator idade influenciou em duas variáveis do terceiro teste, sendo que o grupo de 7-8 anos obteve melhores resultados. Conclui-se que o controle postural e motor, das crianças participantes, foram influenciados pela manipulação da informação sensorial nas tarefas desenvolvidas.The aim of this study was to describe the effect of different tasks on the postural control of children aged between 7 and10 years old. Twenty-one children, divided into two age groups of 7-8 and 9-10 years old, participated in the study by performing 5 tests from the Balance Master System. The purpose of the first test was to verify the ratio of weight bearing to the levels of articular stress conferred by different degrees of knees flexion, and, according to ANOVA test, there were no differences either between the groups or among the conditions. Both the second and the fifth tests aimed to verify the influence of sensory cues on the postural control quantified by the sway speed; the former provided somatosensory and visual cues, and the latter, vestibular and visual cues. Kruskal-Wallis statistic test was applied to these two tests, and no differences were found between the groups. However, the groups showed distinct behaviors in relation to the conditions. The second test indicated that the alteration in somatosensory input resulted in maximal instability of the postural control, while the fifth one verified maximal instability when vestibular input was altered. The aim of the third test was to identify the response of the control motor components during the performance of tasks that involve intentional movement of the center of body mass toward the target. The group of 7-8-year-old children showed better performances in Endpoint Excursion (EPE) and Movement Velocity (MV), and it seems to be related to cognitive aspects of the task. The forth test aimed to relate the variables of gait to the maintenance of the stability following its achievement, and, although no differences were found between the groups, it was verified positive correlations between anteroposterior body sway and step width as well as progression velocity. Regarding the postural control, it is possible to conclude that the age influenced the variables EPE and MV, since the age group of 7-8 years old showed better performances. In addition, postural as well as motor control of the children was influenced by sensory cues of the tasks

Topics: FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL, Postura humana, Postura - criança, Controle motor em crianças e lactentes, Desenvolvimento infantil, FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Publisher: Universidade Federal de São Carlos
Year: 2005
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UFSCAR:oai:ufscar.br:1259
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.