Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Uma modificação da extensão do algoritmo AID para modelos lineares generalizados usando reamostragem Bootstrap

By Cátia Valéria Presotti

Abstract

Uma das situações mais freqüentes encontradas por pesquisadores de diversas áreas do conhecimento é formar grupos de indivíduos que sejam, de alguma maneira, similares entre si. A análise de agrupamento é um conjunto de técnicas estatísticas que identificam subgrupos ou classes distintas de indivíduos mutuamente excludentes com base nas similaridades existentes entre os indivíduos, ou seja, os mais semelhantes pertencem ao mesmo grupo. No caso específico de uma única variável resposta e diversas explicativas, vários procedimentos podem ser utilizados, entre eles: contrastes de médias, comparações múltiplas ou técnicas aglomerativas, como teste de SCOTTKNOTT e a técnica AID - (Automatic Interaction Detector). As técnicas de agrupamento de médias podem não ser adequadas na aplicação em dados com distribuição diferente da normal. Nesse caso, utilizou-se a extensão do algoritmo AID, no qual se baseia o método de SCOTT-KNOTT. Essa extensão é usada em modelos lineares generalizados e adota, como medida de homogeneidade de grupos, uma estatística baseada na função desvio que tem assintoticamente distribuição quiquadrado. Neste trabalho, apresentam-se o método de reamostragem bootstrap adaptado para a extensão do algoritmo AID, sua curva poder simulada e a curva poder simulada assintótica, considerando um delineamento inteiramente ao acaso, com tamanho da amostra binomial nb, com r tratamentos e nr repetições por tratamento. Os resultados do estudo por simulação indicam que, conforme aumenta-se o tamanho da amostra binomial, o poder simulado dos dois testes aumenta rapidamente. Por outro lado, esse comportamento é mais acentuado conforme aumenta-se o número de tratamentos. Vale ressaltar que, para o caso extremo em que o tamanho da binomial é igual a 1 e o número de tratamentos igual a 8 e 12, a curva poder simulada do teste bootstrap é destacadamente superior à curva poder do teste assintótico para o número de repetições por tratamento estudado.One of the most frequently situation found by researchers is to find groups of similar individuals. The cluster analysis is a set of statistical techniques that identify mutually exclusive subgroups or classes over individuals, based on their similarity. When then main is to group means of treatments we can use contrasts, multiple comparitions or clustering techniques as the SCOTT-KNOTT test and AID (Automatic Interaction Detector) technique. In this work we focus on the comparition of the simulated power function of the asymptotic test and also of the bootstrap test for the extension of the AID algorithm for generalized linear models. The bootstrap power function over main the asymptotic power when the number of binomial sample is equal to one, and the number of treatments is equal to 8 and 12, in a completed randomized experiment with a single factor for binomial variables

Topics: Análise de regressão, Método de agrupamento, Modelos lineares generalizados, Distribuição binomial, Método bootstrap, Função - poder, ESTATISTICA, ESTATISTICA
Publisher: Universidade Federal de São Carlos
Year: 2006
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UFSCAR:oai:ufscar.br:970
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.