Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Biological and molecular characterization of Fusarium species involved in the etiology of mango malformation

By Cristiano Souza Lima

Abstract

Com o objetivo de caracterizar biologica e molecularmente o agente etiológico da malformação floral e vegetativa da mangueira no Brasil, foram utilizadas as técnicas de AFLP, compatibilidade sexual, análise de seqüências gênicas, bem como o estudo da morfologia e patogenicidade. Na análise de AFLP, os padrões de bandas para a maioria dos isolados coletados no Brasil foram diferentes daqueles de Fusarium mangiferae e Fusarium sterilihyphosum. O dendrograma gerado na análise de AFLP, utilizando o coeficiente de Dice, apresentou Fusarium sp. do Brasil em um grupo, enquanto que os outros grupos foram de isolados de F. sterilihyphosum do Brasil e da África do Sul, e de isolados de F. mangiferae da África do Sul, Egito, EUA e Índia, respectivamente. Fusarium sp. do Brasil foi comparado à 24 espécies do complexo Gibberella fujikuroi (CGF) por meio de AFLPs, comportando-se como uma espécie única. O dendrograma de UPGMA nesta análise foi muito semelhante à genealogia de genes do CGF, com três clados filogeográficos, americano, africano e asiático. Nos ensaios de compatibilidade sexual, isolados de Fusarium sp. do Brasil foram compatíveis entre si, mas não com F. sterilihyphosum e nem F. mangiferae. Foram observados peritécios típicos de Gibberella exsudando ascósporos nos cruzamentos de Fusarium sp. do Brasil. Análises de fragmentos de seqüências de β-tubulina e fator de elongação-1α foram utilizadas para determinar as relações filogenéticas entre Fusarium sp. do Brasil e espécies do CGF. Na análise de máxima parcimônia, Fusarium sp. do Brasil agrupou no clado americano, mas, como sendo uma espécie distinta próxima a F. sterilihyphosum. Na caracterização morfológica, observou-se a presença de hifa estéril espiralada em alguns isolados de Fusarium sp. do Brasil, o mesmo ocorrendo para F. sterilihyphosum, sendo difícil separá-las com base apenas em morfologia. Entretanto, podem ser facilmente separadas por padrões de AFLP, fertilidade e análise de seqüências gênicas. Fusarium mangiferae não foi detectado nas amostras com malformação obtidas no Brasil. Isolados de Fusarium sp. do Brasil e F. sterilihyphosum induziram sintomas típicos de malformação quando inoculados em mudas de mangueira. Uma nova espécie de Gibberella, associada à malformação da mangueira no Brasil, será descrita

Topics: Manga, Mangifera indica, Espécie biológica, Malformação floral, Malformação vegetativa, População de acasalamento, Espécie filogenética, Etiologia, Fator de elongação-1α, Fusarium mangiferae, Fusarium sterilihyphosum, Tipo de acasalamento, Liseola, Gibberella fujikuroi, Cruzamento, Mango, Mangifera indica, Floral malformation, Vegetative malformation, Mating population, Phylogenetic species, Etiology, Elongation factor-1α, Mating type, Cross
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFLA:oai:localhost:1/1898
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.