Location of Repository

Resposta fitotécnica e econômica da mamoneira à irrigação em cultivo de safrinha

By Gervásio Fernando Alves Rios

Abstract

Este trabalho foi realizado com a mamoneira, IAC 2028 , irrigada por gotejamento, de março a outubro/2011, sob as condições climatológicas de Lavras, MG, objetivando-se estimar: a) estádios, fases fenológicas e parâmetros de irrigação; b) índice de área foliar, IAF, por diferentes métodos; c) efeito dos fatores água (A) e épocas de suspensão da irrigação (E) sobre o desenvolvimento vegetativo, componentes de produção e produtividades e d) eficiência técnica e econômica, e a rentabilidade de cultivo dos vários níveis desses fatores. O experimento foi conduzido em delineamento por blocos casualizados e esquema fatorial 5x5+1 dos fatores A e E com cultivo de sequeiro A0E0 (testemunha) e três repetições, sendo A0, A1, A2, A3, A4 e A5 a 0%, 40%, 70%, 100%, 130% e 160% da lâmina de água de reposição de referência necessária para elevar a umidade do solo à capacidade de campo e E0, E1, E2, E3, E4 e E5 as suspensões da irrigação nos estádios correspondentes, respectivamente. Foram 78 parcelas, cada uma de 16 plantas espaçadas de 0,75 x 1,2 m entre fileiras e 4 plantas úteis centrais, mais 39 parcelas de referência A3E5 utilizadas para amostragem destrutiva de planta, avaliadas periodicamente, dias após a semeadura (DAS), para mensuração de variáveis das plantas. IAF foi medido e estimado, com o uso de imagens digitais, por meio de 5 metodologias de amostragem não destrutiva. Concluiu-se que: a) a caracterização dos estádios foi adequada às fases fenológicas I, II, III e IV do ciclo de 220 DAS; A4 correspondeu à fração de esgotamento de água no solo (f = 0,43) à tensão de 14 kPa e A4E4 destacou-se com maior produtividade total (PT) e capacidade evapotranspirométrica (ETc); máximos ETc (3,4 mmd-1) e coeficiente da cultura (Kc = 0,87) foram obtidos no estádio E3 para A3E5; b) os IAF obtidos pelos cinco métodos foram coerentes com as fases I, II, III e IV e mostraram-se simples à estimativa desse índice; c) A e E afetaram de forma independente a parte vegetativa e de produção da cultura, exceto altura de planta; o máximo IAF (2) obtido com A4 no estádio E3 e a máxima cobertura do solo atingiu de 85%. As produtividades primária, secundária e terciária em relação à total (PT) se mantiveram nas proporções de 37%, 54% e 9%, e a máxima PT média (3.882 kg ha-1) foi obtida com lâmina de 460 mm, resultante de A4E4. A porcentagem total de grãos chochos no sequeiro foi o dobro do obtido nos cultivos irrigados e d) a máxima eficiência econômica não se distinguiu da máxima eficiência técnica que, à semelhança de A4E4, foi obtida com lâmina de ótima de 470 mm e suspensão E4, a maior produção total de 3.582 kg ha-1 ao custo de R$2.011,06/ha e relação benefício/custo de 2,01.Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, área de concentração em Engenharia de Água e Solo, para a obtenção do título de Doutor

Topics: Ricinus communis L., Irrigação localizada, Evapotranspiração, Estádios fenológicos, Índice de área foliar, Estudo econômico, Mamona - Grãos chochos, Irrigation, Evapotranspiration, Phenological stages, Leaf area index, Economic survey
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFLA:oai:localhost:1/742
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.