Location of Repository

Favelados and pobladores in social sciences: the theoretical construction of a social movement

By Alexis Omar Cortés Morales

Abstract

Como as ciências sociais contribuíram para produzir teoricamente o movimento de pobladores chileno e de favelados no Brasil durante o século XX? Mediante a revisão crítica das principais teorias e perspectivas que tentaram compreender a ação política dos pobres urbanos de Santiago do Chile e do Rio de Janeiro, se espera mostrar a relação de proximidade entre estes movimentos e a produção das ciências sociais, onde operaria uma dupla hermenêutica, ou seja, um processo de reflexividade mutuamente influente que terminaria por incidir na constituição e reconhecimento dos movimentos enquanto tais. Esta tese tem o intuito de analisar como as ciências sociais performam as lutas sociais que buscam descrever, em outras palavras, como determinadas conjunturas acadêmicas interatuam positiva ou negativamente com as disputas políticas e sociais produzidas a partir dos movimentos em questão. Para tanto, se revisaram as principais perspectivas que estudaram a questão social urbana: a teoria da marginalidade, a urbanização dependente, a teoria dos movimentos sociais urbanos, as leituras utilitárias e a teoria dos novos movimentos sociais; mostrando como estas interpretações flutuaram entre o réquiem, o redescobrimento e a negação de favelados e pobladores como movimentos sociais.This thesis will make a critical reading of the most important theories of the urban poor action in Santiago of Chile and Rio de Janeiro during the XX century. I intend to answer the question: how the social sciences contribute for the favelados and pobladores Movements construction? First, I will analyse the Marginality Theory, that I understand as the first to consider (negatively) the political potential of the marginalized. Then, I will show how Santiago and Rio de Janeiro provide a series of urban popular experiences that elicited two opposing schools of thought: the urban social movements and the utilitarian perspective of participation. Finally, I will stress how the social sciences in these countries assimilated the reaction of these sectors to each countrys military dictatorship, showing how these interpretations oscillates between the requiem, the rediscovery and the denial of these movements. Urban popular struggle must be rethought in order to move beyond this theoretical ambivalence

Topics: Movimento de pobladores, Movimento favelado, Favelas, SOCIOLOGIA, Favelas, Favelados movement, Pobladores movement, SOCIOLOGIA
Publisher: Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UERJ:oai:www.bdtd.uerj.br:5352
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.