Location of Repository

Sintomas osteomusculares, capacidade para o trabalho e qualidade de vida de trabalhadores de uma indústria moveleira

By Aline Cristina Hirata Pinetti

Abstract

Introdução: A ampliação do processo de reestruturação produtiva, as novas formas de organização da condição e a gestão do trabalho nas últimas décadas, viabilizadas pelos avanços tecnológicos propiciaram modificações e consequências no modo de viver e adoecer do indivíduo. Dentre as consequências do processo produtivo atual destacam-se o crescente número de casos de Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho - LER/DORT, assim como a redução da capacidade para o trabalho e da qualidade de vida do trabalhador. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo analisar os sintomas osteomusculares, a capacidade para o trabalho e a qualidade de vida em trabalhadores de uma indústria moveleira. Método: Foi realizado estudo transversal e participaram 268 trabalhadores de uma indústria moveleira da cidade de Arapongas/PR. Para coleta de dados foi utilizado questionário sociodemográfico, Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares (NMQ), Índice de Capacidade para o Trabalho (ICT) e Instrumento de Avaliação Abreviado de Qualidade de Vida (WHOQOL-Bref). Foi utilizado o SPSS 20.0 para análise estatística. Resultados. Dos 268 trabalhadores, 57% eram do gênero masculino, com idade média de 36,7 (± 11,4), 77% com companheiro e 57,8% estudaram mais de 8 anos. Em relação aos hábitos de vida 89,2% não eram fumantes e 53% relataram praticar atividade física. Quanto aos aspectos ocupacionais, o tempo de atividade na empresa variou de três meses a 33 anos, média de 5,4 (± 6,6) anos, distribuídos em 84,3% no setor da produção. A renda mensal foi de até dois salários mínimos para 69,4% da amostra. Os resultados do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares demonstraram que 154 (57,5%) dos entrevistados tiveram sintomas nos últimos 7 dias e 176 (65,7%) nos últimos 12 meses. A região corporal com maior incidência, tanto nos últimos 7 dias, como nos últimos 12 meses foi a coluna lombar. A qualidade de vida dos trabalhadores analisados apresentou pontuação mediana de 68,2 e o ICT apresentou uma pontuação mediana de 40. Ao correlacionar a pontuação do WHOQOL-Bref e do ICT com a presença de absenteísmo devido aos sintomas osteomusculares foi observada significância estatística (P=0,031 e P=0,004, respectivamente). Os resultados evidenciaram associação entre a presença de sintomas osteomusculares e a pontuação de ICT (P=0,001) e WHOQOL-Bref (P=0,001), assim como a correlação entre o ICT e o WHOQOL-Bref (rs=0,57t). Conclusão. A presença de sintomas osteomusculares interferiu negativamente na capacidade para o trabalho e na qualidade de vida dos trabalhadores analisados. A correlação entre os sintomas osteomusculares, a capacidade para o trabalho e a qualidade de vida indica que programas para prevenção de sintomas osteomusculares podem promover a capacidade para o trabalho e a qualidade de vida dos trabalhadores da indústria.Introduction. The expansion of the restructuring process, the new forms of organization and management of the condition of the work in recent decades, made possible by technological advances propitiated modifications and consequences in the way of living and the become ill. Among the consequencesof the current production process is the growing number of cases of Repetitive Strain Injuries and Work-Related Musculoskeletal Disorders - RSI / WMSD, decreased ability to work and quality of life of workers. Objective. This study aimed to analyze the musculoskeletal symptoms, the ability to work and quality of life in workers of a furniture industry. Method. Sectional study was performed and participated 268 workers of a furniture industry in the city of Arapongas/PR. For data collection was used sociodemographic questionnaire, Nordic Musculoskeletal Questionnaire (NMQ), Work Ability Index(WAI) and Assessment Instrument for Quality of Life (WHOQOL-Bref). Results. Of the 268 workers, 57% were male with a mean age of 36.7 (± 11.4), 77% with a partner and 57.8% had more than 8 years. In relation to lifestyle 89.2% were non-smokers and 53% reported physical activity. Regarding occupational aspects, the time of service in the company ranged from three months to 33 years, mean of 5.4 (± 6.6) years, over 84.3% in the production sector. The monthly income was up to two minimum wages for 69.4% of the sample. The results of the Nordic Musculoskeletal Questionnaire showed that 154 (57.5%) of respondents had symptoms in the last 7 days and 176 (65,7%) in the last 12 months. The body part with the highest incidence, both in the last 7 days as in the past 12 months was the lumbar spine. The quality of life of workers studied had a median score of 68.2. WAI showed a median score of 40. Upon correlation of the scores of the WHOQOL-Bref and ICT with the presence of absenteeism due to musculoskeletal symptoms was observed statistical significance (P = 0.031 and P = 0.004, respectively). The results showed association between the presence of musculoskeletal symptoms and ICT score (P = 0.001) and WHOQOL-Bref (P = 0.001), as well as the correlation between ICT and WHOQOL-Bref (rs=0.57). Conclusion. The musculoskeletal symptoms interfered negatively with ability to work and quality of life of workers assessed. The correlation between musculoskeletal symptoms, work ability and quality of life indicates that programs for prevention of musculoskeletal symptoms can promote work ability and quality of life of industrial workers

Topics: Doenças profissionais, Lesões por esforços repetitivos, Qualidade de vida no trabalho, Saúde e trabalho, Fisioterapia, Diseases of occupations, Quality of work life, Physiotherapy, Repetitive strain injuries
Publisher: Universidade Estadual de Londrina, Universidade Norte do Paraná. Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação.
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UEL:oai:uel.br:vtls000189487
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.