Location of Repository

Identificação e estudo da diversidade do papilomavírus associado a lesões cutâneas em bovinos

By Marlise Pompeo Claus

Abstract

O papilomavírus (PV) é de ocorrência mundial e está envolvido no desenvolvimento de neoplasias epiteliais benignas e malignas em seres humanos e animais. A família Papillomaviridae apresenta grande diversidade, infecta uma ampla variedade de hospedeiros e, atualmente, é composta por 18 gêneros. O genoma do PV é constituído por DNA de fita dupla circular e a fita codificante contém 10 ORFs. A ORF L1, que codifica a principal proteína do capsídeo viral, é a mais conservada e tem sido utilizada para a identificação do tipo viral. A PCR realizada com primers genéricos para a amplificação de seqüências conservada do gene L1 do PV, e posterior seqüenciamento dos amplicons, tem sido a técnica mais utilizada para a definição do tipo de PV presente em espécimes clínicas. O papilomavírus bovino (BPV) é classificado nos gêneros Deltapapillomavirus (BPV-1 e -2); Epsilonpapillomavirus (BPV-5 e -8) e Xipapillomavirus (BPV-3, -4, -6, -9, e -10). O BPV-7, até o momento, não está incluído em nenhum dos gêneros existentes. A papilomatose bovina está amplamente disseminada nos rebanhos bovinos de corte e, principalmente, de leite de todas as regiões geográficas brasileiras. Porém, os tipos de BPV, assim como as formas de infecção (singular, mista ou co-infecção), mais prevalentes nos rebanhos brasileiros ainda não foram determinados. O presente estudo teve como objetivo a determinação dos tipos virais e formas de infecção pelo BPV em amostras de papilomas cutâneos provenientes de rebanhos bovinos da região norte do Estado do Paraná. Utilizando a técnica da PCR, com os primers genéricos FAP59/FAP64, foram analisadas 22 amostras de papilomas cutâneos de 2 rebanhos de corte (n=16) e 2 de leite (n=6). Os produtos amplificados foram seqüenciados para a realização de análises filogenéticas. Os amplicons de 4 amostras onde o tipo viral não pode ser determinado foram clonados. Análises filogenéticas foram realizadas a partir das seqüências obtidas dos clones. A PCR amplificou um produto com aproximadamente 480 pares de bases em todas as amostras de papilomas cutâneos avaliadas. O seqüenciamento direto dos amplicons e análises das seqüências identificaram quatro tipos de BPV (-1, -2, -6, e -8). O BPV-8, recentemente descrito na Ásia e Europa, foi identificado pela primeira vez no continente Americano, sugerindo a sua provável distribuição universal. Foram ainda identificados quatro supostos novos tipos de BPV ainda não descritos na literatura mundial. Os papilomas colhidos de diferentes regiões do corpo de 6 animais, sendo mais de um por animal, revelaram infecção mista caracterizada pela presença de dois tipos virais em cinco animais e três tipos virais em um animal. Adicionalmente, foi também identificado um caso de co-infecção. Em uma amostra de papiloma extraído do teto de uma vaca adulta, por meio de clonagem e seqüenciamento, foram identificados dois tipos virais distintos (BPV-1 e BPV-6) na mesma lesão. A infecção mista e a co-infecção, ainda não haviam sido descritas no Brasil. Os resultados desse estudo demonstram que, a exemplo do observado nas infecções pelo papilomavírus humano, a epidemiologia da papilomatose cutânea bovina no Brasil é bastante complexa envolvendo vários tipos virais e formas de infecção. Considerando a importância clínica e econômica da papilomatose bovina, estudos de caráter epidemiológico e molecular mais abrangente são necessários para o desenvolvimento e avaliação de medidas de controle e profilaxia da infecção nos rebanhos brasileiros.Papillomaviruses (PV) has a worldwide distribution and is recognized as an etiologic agent associated with several benign and malignant epithelia lesions in human and animals. The Papillomaviridae family is a highly heterogeneous group of viruses, which has 18 genera, and likely occurs in most mammals and birds. The PV genome is circular double-stranded DNA and has 10 ORFs. The PCR assay with degenerate primers that amplifies relatively conserved region in the L1 ORF, followed by sequencing, have been allowed the identification of numerous PV types in human and other animal hosts. The bovine papillomavirus (BPV) are classified in the Deltapapillomavirus (BPV-1 and -2), Epsilonpapillomavirus (BPV-5 and -8), Xipapillomavirus (BPV-3, -4, -6, -9, -10) genera and one unassigned genus (BPV-7). Bovine papillomatosis is extremely frequent throughout the brazilian cattle beef and mainly, dairy herds. However, studies carried out for evaluated either the BPV typing, single or mix infection, and the BPV infection incidence is still infrequent. The aim of the present study is determinate the BPV types and way of infection (single, mix or co-infection) in papilloma specimens in cattle herds from north region of Paraná state. Were analyzed, by PCR assay with degenerate primers pair FAP59/FAP64, twenty-one papilloma specimens from two beef (n=16) and two dairy (n=6) herds. The PCR products were submitted a direct sequencing and the four amplicons which the prior analysis could be determined the BPV type, were cloning and the phylogenetic analysis was performed. PV DNA was detected in all DNA samples from the 22 papilloma specimens evaluated by using FAP PCR, resulting in bands with approximately 480 base pairs. Four BPV types were identified (BPV-1, -2, -6, and -8). The BPV-8, recently described in Asia and Europe, was the first identified in the American continent, suggests, probably, a worldwide distribution. In addition, four putative new BPV types could be identified for the first time. In six animals, which were collected, in distinctly regions of body, more than one papilloma, could be observed mix infection with two (5 animals) or three (one animal) different BPV types. Moreover, we also identified a case of co-infection. In a teat papilloma from adult cow, by cloning and sequencing, were identified in the same lesion, the BPV-1 and BPV-6. Is the first report of these two distinctly forms of BPV infection in Brazil. Our results shown that the papillomavirus infection can be so frequent in bovine as in human beings. In addition, to the epidemiological importance, molecular studies based on the identification of BPV types are necessary to define the appropriate control and prophylaxis measures

Topics: Vírus do papiloma, Bovino - Doenças, Doenças do vírus do papiloma, Papillomaviruses, Cattle - Diseases, Papillomavirus diseases
Publisher: Universidade Estadual de Londrina. Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.
Year: 2008
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UEL:oai:uel.br:vtls000129203
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.