Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Rosalina e as batalhadoras : o sujeito, a trajetória e o projeto como elementos transformadores da realidade num grupo social periférico

By Luciano Schmeiske Pascoal

Abstract

Esta pesquisa objetiva descrever e analisar os passos que levam um indivíduo a recriar-se como sujeito de sua própria realidade, a agir efetivamente como ator social apto a produzir liberdade de ação e a motivar o combate à inércia e à estagnação social -, e construir, no interior de um espaço público, um ambiente comunitário de comunicação, de consciência e de poder. O estudo discute, por meio da análise da trajetória de vida de Rosalina Batista, uma líder comunitária, como se desenvolve a capacidade de transformação social promovida por uma mulher semi-alfabetizada, que foi capaz de armazenar um estoque de conhecimento, de criar domínios de relevância, organizar suas percepções e suas experiências, para desenvolver projetos que reinventaram sua realidade pessoal e modificaram os rumos de vida dos habitantes de um bairro da periferia de Londrina-PR. O autor desta dissertação acompanhou, durante os últimos anos, os passos de Rosalina Batista no interior dos projetos por ela comandados junto ao centro comunitário chamado Biblioteca Virtual, criado pela Associação das Mulheres Batalhadoras do Jardim Franciscato. Com isso, ao mesmo tempo em que atuou no papel de observador, pôde colher os dados da perspectiva de um participante. A fundamentação teórico-metodológica, retirada dos preceitos da fenomenologia, orientou as análises e permitiu concluir que há um potencial de visualização de um fenômeno a partir do acompanhamento de trajetórias de vida. Permitiu, sobretudo, comprovar que a capacidade de solução de problemas pode ser encontrada também na própria comunidade e acreditar que esta não se acha tão desprovida, quanto se possa crer, de cabeças e mentes capazes de sistematizar um conjunto de conhecimentos e "contaminar" outros setores da comunidade que ainda não "despertaram" para a percepção que esses conhecimentos transportam. Outra importante convicção foi a de que as ciências sociais, por sua capacidade de ampliar as condições de tratamento das bases simbólicas mobilizadas, podem tornar os sujeitos estudados beneficiários dessas contribuições a partir de dados levantados pelo procedimento apontado, e da devolução dos resultados obtidos ao grupo pesquisado.Esta pesquisa objetiva descrever e analisar os passos que levam um indivíduo a recriar-se como sujeito de sua própria realidade, a agir efetivamente como ator social apto a produzir liberdade de ação e a motivar o combate à inércia e à estagnação social -, e construir, no interior de um espaço público, um ambiente comunitário de comunicação, de consciência e de poder. O estudo discute, por meio da análise da trajetória de vida de Rosalina Batista, uma líder comunitária, como se desenvolve a capacidade de transformação social promovida por uma mulher semi-alfabetizada, que foi capaz de armazenar um estoque de conhecimento, de criar domínios de relevância, organizar suas percepções e suas experiências, para desenvolver projetos que reinventaram sua realidade pessoal e modificaram os rumos de vida dos habitantes de um bairro da periferia de Londrina-PR. O autor desta dissertação acompanhou, durante os últimos anos, os passos de Rosalina Batista no interior dos projetos por ela comandados junto ao centro comunitário chamado Biblioteca Virtual, criado pela Associação das Mulheres Batalhadoras do Jardim Franciscato. Com isso, ao mesmo tempo em que atuou no papel de observador, pôde colher os dados da perspectiva de um participante. A fundamentação teórico-metodológica, retirada dos preceitos da fenomenologia, orientou as análises e permitiu concluir que há um potencial de visualização de um fenômeno a partir do acompanhamento de trajetórias de vida. Permitiu, sobretudo, comprovar que a capacidade de solução de problemas pode ser encontrada também na própria comunidade e acreditar que esta não se acha tão desprovida, quanto se possa crer, de cabeças e mentes capazes de sistematizar um conjunto de conhecimentos e “contaminar” outros setores da comunidade que ainda não “despertaram” para a percepção que esses conhecimentos transportam. Outra importante convicção foi a de que as ciências sociais, por sua capacidade de ampliar as condições de tratamento das bases simbólicas mobilizadas, podem tornar os sujeitos estudados beneficiários dessas contribuições a partir de dados levantados pelo procedimento apontado, e da devolução dos resultados obtidos ao grupo pesquisado.This research is aimed at describing and analyzing the steps which lead an individual to recreate himself as a subject of his own reality, to effectively play a role as a social actor able to produce freedom of action and to encourage the fight against inertia and social standstill -, and build, within a public space, a community environment conducive to communication and power. By means of the analysis of life reports of Rosalina Batista, a community leader, the study discusses the capacity for social change encouraged by a semiliterate woman who was capable of bringing together a remarkable amount of knowledge, of creating relevant dominions, of organizing her own perceptions and experiences, to develop projects which reinvented her personal reality and modified the routes of life of the inhabitants of a peripheral district in Londrina-PR. The author of this dissertation accompanied, during the last few years, the path of Rosalina Batista within the projects conducted by her in a community center named Virtual Library, created by the Associação das Mulheres Batalhadoras do Jardim Franciscato. Thus, while acting as an observer, he was able to gather the data from the perspective of a participant. The theory and methodological procedures were drawn from phenomenology and allowed for the visualization of the phenomenon as perceived through life reports. They further allowed to prove that the capacity of solving problems may be found within the community itself and reinforced the belief that it is not as lacking as it may appear, of heads and minds capable of handling a certain amount of knowledge and “contaminate” other sectors of the community which have not yet “awakened” for the perception such knowledge conveys. Other important belief is that social sciences, for their capacity of expanding the conditions for handling the symbolic material raised, may turn the individuals studied into users of these contributions in the data gathered through the described procedure

Topics: Mudança social, Comunidade - desenvolvimento, Mulheres, Community development, Women, Social change
Publisher: Universidade Estadual de Londrina. Centro de Letras e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais.
Year: 2008
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UEL:oai:uel.br:vtls000144665
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.