Location of Repository

Níveis plasmáticos do malondialdeído e expressão do RNAm CXCR4 em células do sangue periférico de pacientes com câncer de mama

By Juliana Laino do Val Carneiro

Abstract

O câncer de mama é uma das neoplasias malignas mais comuns em mulheres e é responsável por uma grande parcela de mortes relacionadas ao câncer em todo o mundo. O malondialdeído (MDA), um dos produtos finais da peroxidação lipídica, encontra-se elevado no plasma de pacientes com câncer de mama. As quimiocinas e seus receptores estão envolvidos no controle do direcionamento dos linfócitos, mecanismo essencial do sistema imunológico. O receptor de quimiocina CXCR4 pode estar envolvido no desenvolvimento de uma variedade de patologias como o câncer de mama. No presente estudo, foram avaliados níveis de MDA e expressão de CXCR4 no sangue periférico nos diferentes estadiamentos do câncer de mama, além disso, foram avaliados o perfil etário das pacientes, sua distribuição nos diferentes estadiamentos da doença, bem como a distribuição dos tipos de carcinoma. Foram utilizadas amostras de sangue periférico de 59 pacientes com câncer de mama entre 31-76 anos e 84 doadoras de sangue saudáveis acima dos 25 anos de idade. Das pacientes estudadas, 74% apresentou idade superior aos 45 anos. Em relação ao estadiamento, observou-se maior número de pacientes no estágio II da doença (49.1%), seguido do estágio III (42.4%), estágio IV (5.1%) e estágio I (3.4%). A análise dos tipos de carcinoma nas pacientes mostrou que 93.2% dos carcinomas eram do tipo ductal invasor, enquanto 3.4% eram do tipo lobular invasor e 3.4% não foram identificados. O nível de MDA no grupo controle foi 0.34 ± 0.03 ?mol/L e no grupo de pacientes com câncer foi 1.41 ± 0.11 ?mol/L apresentando diferença estatisticamente significativa (p<0.0001). Nos estágios I, II, III, IV, os níveis de MDA foram 0.78 ± 0.07, 1.54 ± 0.17, 1.35 ± 0.16, 1.05 ± 0.37 ?mol/L, respectivamente. Verificou-se que os níveis de MDA nos estágios II e III foram significativamente maiores que no controle (p < 0.0001) e que nos estágios I e IV o nível de MDA foi significativamente inferior ao grupo total de câncer (p<0.05). Em relação à expressão do CXCR4, demonstrou-se que ela estava aumentada no grupo com câncer em relação ao grupo controle, 3.87 ± 1.05 e 2.76 ± 0.65, respectivamente, porém essa diferença não foi estatisticamente significativa. Entretanto, a expressão do CXCR4 nos estágios I, II, III e IV foi de 0.83 ± 0.43, 5.95 ± 2.05, 1.77 ± 0.44 e 1.4 ± 0.25, respectivamente, sendo que somente o estágio II apresentou diferença significativa em relação ao controle (p<0.05). Uma vez que os maiores níveis de MDA e de expressão de CXCR4 estavam presentes nas pacientes pertencentes ao estadiamento II da doença, pode-se sugerir que o aumento do MDA no plasma poderia estar relacionado com a expressão aumentada de CXCR4 em células do sangue periférico de pacientes com câncer de mama.Breast cancer is one of the most common neoplasms in women and is a leading cause of cancer related deaths worldwide. Malondialdehyde (MDA), a product of lipid peroxidation, has been shown to be increased in plasma of breast cancer patients. Chemokines and their receptors are involved in controlling lymphocyte trafficking, which is a critical component of systemic immunity. CXCR4 chemokine receptor might be involved in the development of variety disease such as breast cancer. This study examined the plasma MDA and expression of CXCR4 mRNA in peripheral blood cells from healthy donors and patients in different stages of breast cancer. Furthermore, patients age, stages of the disease, and carcinoma types were analized. Samples were colleted from 59 breast cancer patients aged between 31-73 years and 84 healthy blood donors over 25 years of age. Of patients, 74% were over 45 years of age. The majority were in stage II (49.1%), followed of stage III (42.4%), stage IV (5.1%) and stage I (3.4%). The analysis of carcinoma types showed that 93.2% were invasive ductal carcinoma, 3.4% were invasive lobular carcinoma and 3.4% were not identified. MDA concentrations in control group was 0.34 ± 0.03 and in breast cancer group was 1.41 ± 0.11 showing significant statistical difference (p<0.0001). In stages I,II,III and IV, MDA levels were 0.78 ± 0.07, 1.54 ± 0.17, 1.35 ± 0.16, 1.05 ± 0.37, respectively. A significant increase of MDA concentrations was observed in stage II and III compared with control group (p < 0.0001) and significant decrease was observed in stages I and IV compared with total breast cancer group (p<0.05). There was no statistical significance of CXCR4 expression in peripheral blood cells from breast cancer patients (3.87 ? 1.05) and control group (2.76 ? 0.65). In stages I,II,III and IV, CXCR4 expression was 0.83 ± 0.43, 5.95 ± 2.05, 1.77 ± 0.44 e 1.4 ± 0.25, respectively, the samples of stage II differ statistically when compared with control group (p<0.05). Since, high MDA levels and CXCR4 expression was observed in stage II of breast cancer patients, plasma MDA may play a critical role in increase of CXCR4 RNAm in peripheral blood cells of breast cancer patients

Topics: Patologia experimental, Mamas - Câncer, Experimental pathology, Breast - Cancer
Publisher: Universidade Estadual de Londrina. Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Patologia Experimental.
Year: 2008
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UEL:oai:uel.br:vtls000145693
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.