Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Visibilidade e ação lesbiana na década de 1980: uma análise a partir do Grupo de Ação Lésbico-Feminista e do Boletim Chanacomchana

By Patrícia Lessa

Abstract

O período de 1975-1982 corresponde a uma fase importante de expressão de movimentos sociais na resistência ao regime militar que vigorou no Brasil de 1964 a 1985. No período de repressão militar, os movimentos de mulheres, de lesbianas e de gays reivindicam um local de fala no discurso social. No contexto brasileiro, as organizações de mulheres em movimentos sociais se intensificam, denunciando a dominação sexista, enquanto lesbianas e gays questionam os padrões de masculino e feminino. Para construir indícios representativos das lesbianas na história dos movimentos sociais em luta contra o regime ditatorial, destacamos a militância lesbiana do GALF (Grupo de Ação Lésbico-Feminista) e a criação e veiculação do Boletim Chanacomchana (1981-1987). O vínculo entre a militância contra o regime ditatorial e a militância lésbico-feminista é marcante nos escritos dos boletins que são fontes de nossa pesquisa que tem nos estudos feministas e na teoria das representações sociais os marcos teóricos para sua análise

Publisher: EDUFF - Editora da Universidade Federal Fluminense
Year: 2012
OAI identifier: oai:periodicos.ibict.br.Genero:oai:ojs.www.revistagenero.uff.br:article/187
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.