Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Revista Brasileira de Ciências do Esporte

By Luiz Fernando Camargo Veronez, Lovane Maria Lemos, Márcia Morschbacher and Vilmar José Both

Abstract

p.809-823As reformas educacionais ocorridas na década de 1990 objetivaram intervir na formação dos trabalhadores para torná-los aptos às demandas da mundialização do capital. Na área da Educação Física, as novas diretrizes curriculares são o resultado dessas reformas, assumindo o papel de mediar as relações entre a formação e a intervenção do professor. Este artigo, extrato de uma pesquisa bibliográfica e documental fundada no Materialismo Histórico-Dialético, analisou o processo de elaboração das Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Educação Física. Assinala-se que esses documentos legais, além de legitimar os interesses da classe social ideologicamente identificada com o capital, tendem a subsumir a formação do trabalhador em Educação Física a essa lógica

Topics: Formação do trabalhador em Educação Física, Reforma curricular, Diretrizes curriculares nacionais, Mercado de trabalho
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFBA:oai:192.168.11:11:ri/17210
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.