Location of Repository

Morada dos encantados: identidade e religiosidade entre os Tupinambá da Serra do Padeiro – Buerarema, BA.

By Patrícia Navarro de Almeida Couto

Abstract

Os Tupinambá, povo recorrentemente mencionado nos relatos dos cronistas e viajantes dos séculos XVI até a primeira metade do século XIX, foram os primeiros indígenas a manter contato com o colonizador português, e, conseqüentemente, os primeiros afetados pelos efeitos devastadores da colonização, o que lhes privou da possibilidade de permanecer em seus territórios e de exercer livremente sua cultura. Os Tupinambá da Serra do Padeiro (Buerarema, BA), uma das vinte e duas comunidades que compõem a terra indígena Tupinambá, encontram na religiosidade a base para sua organização político-social e para a afirmação de sua identidade. O culto aos encantados/caboclos – cuja expressão central é a festa em louvor a São Sebastião, ocorrida anualmente no dia 19 de janeiro – constitui-se no momento em que os encantados de todos os domínios, segundo os Tupinambá, “saem da sua morada” para fortalecer os índios na luta pela identidade e, conseqüentemente, pelo direito à terra. Esta dissertação busca proceder a uma análise etno-histórica da presença tupinambá na região que hoje corresponde à terra indígena de mesmo nome, tendo como foco a sua resistência étnica ao longo da história, e, num segundo momento, a devoção religiosa tupinambá a São Sebastião e o culto aos encantados/caboclos

Topics: Tupinambá, Bahia, Buerarema, Religião, Resistência, Etno-história, Ethnohistory, Resistance, Religion
Publisher: Programa de Pós- Graduação em Ciências Sociais da UFBA
Year: 2008
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFBA:oai:192.168.11:11:ri/10887
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.