Location of Repository

O viés da cognição numérica e práticas orçamentárias: um estudo quase-experimenta

By Carolina Venturini Marcelino

Abstract

Esta dissertação se propõe a investigar o fenômeno da cognição numérica em práticas relacionadas ao orçamento. Subsidiariamente, busca-se verificar se há interferência na manifestação desse fenômeno quando se consideram os fatores: envolvimento em práticas orçamentárias, idade e gênero. Para isso, foram delineados cenários experimentais com situações que envolvem orçamento, nos quais um viés de cognição numérica foi inserido. A operacionalização da pesquisa ocorreu por meio de um questionário aplicado junto a estudantes de pós-graduação stricto sensu e lato sensu de IES públicas e privadas situadas em Salvador, Bahia. A pesquisa foi realizada em duas etapas. Na primeira, a intenção era verificar a presença do viés da cognição numérica. Na segunda etapa, o objetivo foi analisar as possíveis condicionantes da cognição numérica: envolvimento em práticas orçamentárias, idade e gênero. A validação das escalas demandou o uso de testes sobre sua: (a) Dimensionalidade, realizada mediante o uso da análise fatorial, empregando: componentes principais, índice KMO e teste de esfericidade de Bartlett; (b) Confiabilidade, por meio do Alfa de Cronbach; e (c) Convergência, por meio do estudo dos coeficientes de Pearson. Para a análise do quase-experimento, foram utilizadas duas técnicas distintas: t-student, para verificar a presença do viés da cognição numérica, e Regressão Logística, para testar as condicionantes desse fenômeno. Os resultados encontrados confirmaram a presença do viés da cognição numérica. Contudo, o viés se fez presente em apenas um cenário experimental, o único no qual a notação dos valores foi feita na forma verbal escrita. Esta pesquisa constatou ainda que o nível de envolvimento em práticas orçamentárias não interfere no viés da cognição numérica. Foi demonstrado que o sexo feminino está mais propenso ao viés cognitivo, assim como os de menor faixa etária. Conclui-se, portanto, que o viés da cognição numérica se faz presente em situações relacionadas ao orçamento e as covariáveis gênero e idade interferem neste fenômeno

Topics: Contabilidade comportamental, Controladoria, Orçamento, Cognição numérica
Year: 2012
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFBA:oai:192.168.11:11:ri/7434
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.