Location of Repository

Arq. Bras. Oftalmol.

By Alexandre Kazuo Misawa, Hisashi Suzuki, Otacílio de Oliveira Maia Júnior, Maria Teresa Brizzi Chizzotti Bonanomi and Carlos Sérgio Nascimento de Melo

Abstract

p.729-733A hiperhomocisteinemia é fator de risco para fenômenos trombo-embólicos retinianos associados a quadro de oclusão vascular venosa e arterial. Descrevemos um paciente com obstrução arterial retiniana periférica, sem sinais de vasculite ativa, associada a proliferação de neovasos com tração vítreo-retiniana e hemorragia vítrea recidivante. O alto nível sérico de homocisteína decorrente de deficiência de vitamina B12 e ácido fólico, sem outras alterações na cascata da coagulação, inclusive com a pesquisa do fator V de Leiden, sugere que a hiper-homocisteinemia esteja diretamente ligada como fator causal deste quadro clínico. Embora apresentasse PPD elevado, o diagnóstico diferencial mais importante de doença de Eales foi menos considerado por ser diagnóstico de exclusão. O controle do quadro clínico foi feito com suplemento de vitaminas (B12 e ácido fólico) e fotocoagulação retiniana periférica. A homocisteína plasmática total deve ser dosada em pacientes com obstrução vascular retiniana, já que a hiperhomocisteinemia é fator de risco modificável e de fácil tratamento por meio de dieta ou suplementação vitamínica

Topics: Artéria retiniana/anormalidades, Oclusão da artéria retiniana, Homocisteína/sangue, Vasculite retiniana/etiologia, Vasos retinianos
Publisher: Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Year: 2008
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFBA:oai:192.168.11:11:ri/6020
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.