Location of Repository

Arq Neuropsiquiatr

By Maria das Graças Loureiro das Chagas, Argemiro D. Oliveira Júnior and José Tavares Neto

Abstract

p.398-402Foram analisados 44 prontuários de pacientes com neurocisticercose, procedentes de Campina Grande e de outras cidades do Estado da Paraíba, Brasil, atendidos entre 1990 e 2001. A média de idade (±DP) foi 20,6 ± 14,3 anos, sendo 54,5% do gênero masculino. Trinta e oito (86,4%) pacientes eram procedentes de área urbana. A convulsão foi o sintoma inicial em 90,9% dos pacientes e a cefaléia em 9,1%. A forma epiléptica ocorreu em 63,6% dos casos e a forma combinada em 22,7%. A tomografia computadorizada do crânio foi compatível com neurocisticercose em 100% dos pacientes, revelando calcificações (59,1%), cistos viáveis (36,4%) e cistos em degeneração (31,8%), de forma isolada ou em associação. O LCR, realizado em 29 pacientes, mostrou alterações em 25 (86,2%), predominando pleocitose linfomonocitária (100%), e positividade das reações imunológicas (64,3%). Em conclusão, a neurocisticercose está presente no Estado da Paraíba, é causa frequente de convulsões em crianças e adultos jovens, e sua ocorrência tanto em área urbana quanto na rural denota o pobre controle do complexo teníase/cisticercose neste Estado

Topics: Neurocisticercose, Epidemiologia, Epilepsia, Tomografia
Publisher: Associação Arquivos de Neuro-Psiquiatria Dr. Oswaldo Lange
Year: 2003
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFBA:oai:192.168.11:11:ri/5904
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.