Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal

By M. A. Castro Filho, M. A. A. F. Barbosa, R. L. Oliveira, A. R. Bagaldo and D. W. Gastal

Abstract

p. 112-121Objetivou-se avaliar a palha de milho verde (PMV), co-produto do beneficiamento industrial, a partir da composição químico-bromatológica, da degradabilidade in situ da matéria seca (MS) e da fibra em detergente neutro (FDN), do índice de valor forrageiro, da estimava da digestibilidade da matéria seca dos nutrientes digestíveis totais, da energia líquida para lactação, além do consumo de matéria seca. A degradabilidade in situ foi realizada utilizando-se três vacas fistuladas no rúmen, com tempos de incubação de 96h, 72h, 48h, 24h, 12h, 9h, 6h, 3h e 0h. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado e, para a estimativa da degradabilidade efetiva da MS e da FDN, levaramse em conta as taxas de passagem de 2, 5 e 8%. O índice de valor forrageiro e a estimativa da digestibilidade da matéria seca, dos nutrientes digestíveis totais e da energia líquida para lactação, bem como o consumo de matéria seca desse alimento foram obtidos por meio de equações de predição. Os dados encontrados sugerem ser interessante a utilização do co-produto da PMV na alimentação de bovinos, em comparação a outros alimentos tidos como de boa qualidade

Topics: Consumo, co-produto, degradabilidade, digestibilidade, valor nutricional
Year: 2007
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFBA:oai:192.168.11:11:ri/1931
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.