Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal

By B. M. P. S. Souza, M. F. Rebouças, L. S. Oliveira, D. S. Freitas, F. S. Julião, Adriano Costa de Alcântara, B. J. A. Paule, S. M. Baurroin Melo and C. R. Franke

Abstract

p. 31-40Este estudo comparou os resultados de testes ELISA para leishmaniose visceral canina (LVC) utilizando dois antígenos solúveis de Leishmania chagasi, um deles obtido pelo cultivo do parasito em meio sintético quimicamente definido para bactéria, e o outro em meio Schneider. Para avaliação dos ELISAs, foram utilizadas 177 amostras de soro, sendo 36 de cães com isolamento de Leishmania sp em amostras de aspirado esplênico, 71 de cães soronegativos para LVC e 70 amostras escolhidas aleatoriamente no banco de soros do Laboratório de Infectologia Veterinária da Universidade Federal da Bahia. Ao compararmos os resultados dos ELISAs para a população total, a concordância geral entre eles foi grande (kappa = 0,62). A concordância das subpopulações extremas entre os ELISAs, foi considerado excelente (kappa = 0,81). No entanto, a concordância foi reduzida entre as subpopulações próximas ao ponto de corte (kappa = 0,11). No presente estudo, apresentamos e discutimos alguns aspectos e diferenças na execução da técnica de ELISA que podem estar envolvidos na discordância entre os resultados encontrados

Topics: Leishmania chagasi, ELISA, kappa, antígeno
Year: 2004
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFBA:oai:192.168.11:11:ri/1880
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.