Location of Repository

Variação nós e a gente na posição de sujeito na escrita escolar

By Elyne Giselle de Santana Lima Aguiar Vitório

Abstract

Tendo em vista que, na fala, a gente é a forma pronominal preferida para representar a primeira pessoa do plural, mas, na escrita, devido ao conservadorismo linguístico, nós é o pronome selecionado, descrevemos e analisamos as realizações dos pronomes nós e a gente na posição de sujeito na escrita de alunos dos ensinos fundamental e médio da cidade de Maceió/AL. Para tanto, seguimos os pressupostos teórico-metodológicos da Teoria da Variação e Mudança (LABOV, 2008[1972]), associados a estudos linguísticos sobre a representação da primeira pessoa do plural no português brasileiro (OMENA, 1996; 2003; LOPES, 1998; 2004; 2012;  ZILLES, 2007; SILVA, 2010; BRUSTOLIN, 2010) e utilizamos, para a análise estatística dos dados, o programa computacional GOLDVARB X. De acordo com os resultados obtidos, verificamos que, na escrita escolar, o pronome nós apresenta um percentual maior de realização – 86% contra apenas 14% do pronome a gente, sendo essa variação condicionada pelos grupos de fatores paralelismo formal, marca morfêmica, preenchimento do sujeito, escolaridade, sexo e tema da produção textual

Topics: Language and Literature, P
Publisher: Editora da Universidade Federal de Uberlândia
Year: 2015
OAI identifier: oai:doaj.org/article:d83c9f27beea4c249c2de03e51f391dc
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1981-5239 (external link)
  • http://www.seer.ufu.br/index.p... (external link)
  • https://doaj.org/article/d83c9... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.