Location of Repository

Novos possíveis para a militância no campo da Saúde: a afirmação de desvios nos encontros entre trabalhadores, gestores e usuários do SUS

By Gustavo Nunes de Oliveira, Ricardo Sparapan Pena, Simone Cristina de Amorim, Sergio Resende Carvalho, Bruno Mariani de Souza Azevedo, Anderson Luiz Barbosa Martins and Maíra Barros Guerra

Abstract

Os autores tecem considerações sobre a militância no campo da saúde, em especial na defesa do Sistema Único de Saúde (SUS), enquanto uma política pública universal. Após apontar algumas estratégias desta militância, o texto discute o centralismo e o caráter identitário dessas práticas. Destacam e problematizam quatro formas de centralismo: do "bem comum" em suas representações; o procedimento como oferta de tecnologias de saúde; do usuário e as concepções sobre suas necessidades/demandas; e da proteção inadvertida da vida. Propõem, como alternativa, uma nova militância no SUS, como prática intensiva e produzida no encontro, na dimensão relacional, entre gestores, trabalhadores e usuários

Topics: Sistema Único de Salud, Política de salud, Salud pública, Ética, Producción de subjetividad, Public aspects of medicine, RA1-1270
Publisher: Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp)
Year: 2009
DOI identifier: 10.1590/S1414-32832009000500005
OAI identifier: oai:doaj.org/article:428666d29bf741e388020b292c63c920
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1807-5762 (external link)
  • http://www.scielo.br/scielo.ph... (external link)
  • https://doaj.org/article/42866... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.