Article thumbnail

Avaliação em domicílio de sobrecarga e da qualidade de vida de cuidadores informais de idosos com alta de cuidados continuados

By Hugo André Moura Loureiro

Abstract

Dissertação de mestrado em Gestão e Economia da Saúde, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sob a orientação de Pedro Lopes Ferreira.Resultante de um conjunto de factores sociodemográficos, assistimos a um profundo envelhecimento populacional, com maior ênfase nos países desenvolvidos, traduzindo-se consequentemente no aumento de pessoas em situação de dependência física e psíquica e, por isso, requerentes de cuidados contínuos e de longa duração. Neste âmbito, de acentuar que para fazer face a estas transformações da sociedade contemporânea, têm sido lançados novos desafios às instituições públicas e sociais de cada país ao longo das últimas décadas, quer, por um lado, para se manter a sustentabilidade económica e social e, por outro, para prestar o apoio adequado aos indivíduos com necessidades cognitivas e funcionais. A este respeito, interessa mencionar de que principalmente por razões culturais, os cuidados de longa duração requeridos pelos idosos em situação de dependência, têm sido prestados em contexto domiciliário e por cuidadores informais, com eventual apoio de redes formais da comunidade, rejeitando-se a sua permanência em instituições geriátricas. Deste modo, emerge como um foco de atenção, o estudo das vivências do cuidador informal de pessoas em situação de dependência, por forma a analisar quais as suas maiores dificuldades e necessidades inerentes à prestação de cuidados e quais os determinantes de sobrecarga física e psíquica e da qualidade de vida que mais o influenciam durante o seu quotidiano no exercício da sua difícil missão. Aspectos que motivaram o interesse para o desenvolvimento deste estudo de caso. Os resultados mais significativos desta investigação quantitativa e qualitativa, prendem-se com a influência da idade, nível de escolaridade, actividade profissional e estado de dependência dos idosos, na sobrecarga física e psíquica dos cuidadores informais. Ao invés disso, é-nos transmitido igualmente que a faixa etária dos prestadores informais de cuidados, para além da sobrecarga física e psíquica que apresentam, são aspectos decisivos no estado de saúde dos cuidadores informais

Topics: Envelhecimento, Sobrecarga, Cuidador informal, Qualidade de vida
Publisher: FEUC
Year: 2014
OAI identifier: oai:estudogeral.sib.uc.pt:10316/27525
Provided by: Estudo Geral

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.