Article thumbnail
Location of Repository

Verification of verbal morphology in Brazilian Portuguese-speaking preschoolers

By Debora Maria BEFI-LOPES and Ana Manhani CÁCERES

Abstract

OBJETIVO: Este estudo buscou analisar quantitativamente o uso do tempo (presente, passado ou futuro), modo (indicativo, subjuntivo ou imperativo), número (singular ou plural) e pessoa (1ª, 2ª ou 3ª) dos verbos enunciados em situação de fala espontânea por pré-escolares falantes do Português Brasileiro, na cidade de São Paulo, em desenvolvimento normal de linguagem. MÉTODOS: Coleta de amostras de fala de 60 pré-escolares divididos em três grupos pareados por gênero e faixa etária: GI (entre 2:0 e 2:11 anos), GII (entre 3:0 e 3:11 anos) e GIII (entre 4:0 e 4:11 anos). RESULTADOS: A análise intragrupos demonstrou haver predominância do modo indicativo, do tempo presente, do número singular e da 3ª pessoa. A análise intergrupos indicou que o uso do modo indicativo é crescente, enquanto o imperativo é decrescente e o subjuntivo quase não ocorreu nesta amostra. O tempo presente não difere entre os grupos enquanto o passado e o futuro aumentam. Quanto ao número, o singular predomina, mas tanto singular como plural aumentam. Finalmente, a 3ª pessoa predominou, a 2ª decresceu e a 1ª cresceu de GI para GIII. CONCLUSÃO: Os resultados demonstraram que os pré-escolares estudados aprimoraram o emprego da morfologia verbal ao longo de seu desenvolvimento, exibindo uma evolução gradual no domínio dos aspectos analisados. Por fim, não foram encontradas diferenças significantes na comparação dos gêneros.PURPOSE: This study sought to quantitatively analyze the use of tense (present, past or future), mood (indicative, subjunctive or imperative), number (singular or plural) and person (first, second or third) of the verbs enunciated in spontaneous speech by Brazilian Portuguese-speaking preschoolers from the city of São Paulo with normal language development. METHODS: Speech samples from 60 preschoolers divided into three groups, paired by gender and age: GI (between 2:0 and 2:11 years), GII (between 3:0 and 3:11 years) and GIII (between 4:0 and 4:11 years). RESULTS: Within-groups analysis showed prevalence of the use of indicative mood, present tense, singular and third person. Between-groups analysis indicated that the use of the indicative mood increased with age, while imperative decreased and subjunctive almost did not occur in this sample. The present tense did not show differences between groups, while past and future increased. Regarding number, the use of singular prevailed, but both singular and plural increased with age. Finally, the use of third person was prevalent, and the use of second person decreased, while first person increased from GI to GIII. CONCLUSION: The results showed that the preschoolers studied perfected the use of verbal morphology during their development, showing a gradual evolution on the domain of the aspects analyzed. No statistically significant differences were found in gender comparisons.FAPES

Topics: Desenvolvimento da linguagem, Linguagem infantil, Vocabulário, Pré-escolar, Language development, Child language, Vocabulary, Child, preschool
Publisher: Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Year: 2009
DOI identifier: 10.1590/S1516-80342009000400007
OAI identifier: oai:www.producao.usp.br:BDPI/9168
Journal:

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.