Article thumbnail
Location of Repository

AS RELAÇÕES DE GÊNERO NO ESPAÇO DE PODER DAS ESCOLAS PÚBLICAS BRASILEIRAS

By Suellem Raquel de Freitas

Abstract

RESUMO: No Brasil a instituição escolar é caracterizada primeiramente como um espaço masculino. Porém, devido à crescente urbanização e industrialização, os homens se afastaram das salas de aula em busca de oportunidades de trabalho mais rentáveis (LOURO, 2002). Assim, o magistério, após muitas discussões e polêmicas, tornou-se uma profissão admissível ou conveniente para as mulheres, caracterizando-se como uma profissão feminina. Desta forma, estariam as mulheres em desvantagem em relação aos homens mesmo sendo a maioria neste espaço? Se sim, aonde esta desigualdade é manifestada? Neste sentido, este estudo se propõe a elencar possíveis elementos das relações de desigualdade estabelecidas entre homens e mulheres dentro da carreira do magistério. A pesquisa utilizou os dados dos questionários respondidos pelos/as professores/as e diretores/as das escolas públicas, na aplicação da Prova Brasil, realizada em 2007 pelo Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP/MEC. Foram selecionadas para a análise as variáveis: série que leciona, idade, tempo de experiência na educação e salário. Constatou-se que a naturalização do domínio masculino nas relações sociais parece se reproduzir, sobretudo na educação escolar - um universo marcadamente feminino (SOUZA, 2007). Verificou-se que as escolas públicas de 4ª série possuem proporcionalmente mais diretores homens do que professores homens. Ainda de acordo com as análises, os diretores homens apresentam menor idade e tempo de experiência na educação em relação às diretoras mulheres. No que se refere aos rendimentos auferidos, observa-se que as diretoras mulheres, mesmo tendo maior experiência profissional, recebem menos que os diretores homens para desempenhar a mesma função. Se tratando de rede pública de ensino, na qual os planos de carreira indifereciam o sexo do trabalhador, esta diferença salarial se caracteriza como uma grave desigualdade de gênero

Topics: Gênero; poder; gestão escolar
Publisher: Revista de Iniciação Científica da FFC
Year: 2012
OAI identifier: oai:clacso:br/br-050:article1596oai
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://biblioteca.clacso.edu.a... (external link)
  • http://www2.marilia.unesp.br/r... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.