Article thumbnail
Location of Repository

Cultura e dominação: relações culturais entre o Brasil e os Estados Unidos durante a guerra fria

By Antônio Pedro Tota

Abstract

Anti-Communist culture and political trend shaped the western hemisphere, after World War II. Brazil played in import role in the United States foreign policy for Latin America. During the Cold War time people from Brazil listened radio program broadcasted in a kind of hook up which main goal was to show the advantages of liberalism over nationalistic policy.O período que se segue ao término da Segunda Guerra Mundial foi marcado, especialmente no Ocidente, por uma política cultural anticomunista encabeçada pelos Estados Unidos da América (EUA). O Brasil, embora não fosse o parceiro preferencial dos EUA, seria ainda foco de preocupação permanente da política externa americana. Programas de rádio, entre outros, proclamavam, sutilmente, as vantagens do liberalismo e do capitalismo sobre o modelo soviético de sociedade. De forma mais velada essa propaganda procurava também criticar as políticas estatizantes e nacionalistas dos governos da América Latina

Topics: Americanismo; Liberalismo; Cultura de massa; Nacionalismo; Anticomunismo; Guerra Fria
Publisher: Universidade Estadual Paulista / UNESP
Year: 2007
OAI identifier: oai:clacso:br/br-048:article24oai
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://biblioteca.clacso.edu.a... (external link)
  • http://seer.fclar.unesp.br/per... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.