Article thumbnail

Principais estratégias contra a degradação da camada híbrida em dentisteria adesiva : revisão sistemática e meta-análise em rede

By Isabel Cabral Pessanha Alcoforado Cunha e Sá

Abstract

Dissertação para obtenção do grau de Mestre no Instituto Universitário Egas MonizIntrodução: As restaurações dentárias adesivas sofrem degradação da camada híbrida ao longo do tempo. Atualmente existem vários estudos dedicados à degradação enzimática, mas poucos exploram as estratégias de prevenção da degradação hidrolítica. A degradação hidrolítica é uma das principais responsáveis pela deterioração da camada híbrida. Objetivo: Avaliar tratamentos que pretendem prevenir a degradação hidrolítica na camada híbrida da dentina, comparando os resultados imediatos e a longo prazo da resistência adesiva das diferentes intervenções. Materiais e Métodos: A pesquisa da revisão sistemática foi realizada através de 5 bases de dados: PubMed/Medline; Scopus; Web of Science; Open Grey e Mednar, tendo sido selecionadas referências dos últimos 6 anos. Avaliou-se o risco de viés nos 11 estudos incluídos na revisão sistemática e foram selecionados 9 estudos para a meta-análise em rede. Resultados: A técnica etanol wet bonding (EWB), quando utilizada em combinação com o inibidor enzimático riboflavina, demonstrou melhores resultados na preservação da resistência adesiva que os outros tratamentos analisados (p<0.001). A estratégia etch-andrinse mostrou ser mais eficaz na manutenção da interface adesiva quando realizada juntamente com DMSO a 50% (p=0.014). Conclusão: A utilização de estratégias de desidratação influenciou positivamente os resultados da resistência adesiva a longo prazo. A combinação de EWB com inibidores enzimáticos como a riboflavina parece ser a estratégia que tem mais capacidade de estabilizar a interface adesiva. É essencial a realização de mais estudos para uma possível futura aplicação clínica.Introduction: Adhesive restorations are prone to degradation within the hybrid layer (HL), which is persistently described as the weakest link. A lot of research has been dedicated to enzymatic breakdown; however, few studies have focused on strategies to prevent hydrolytic degradation, which is still one of the major reasons of HL deterioration. Objective: To evaluate treatments that deem to prevent hydrolysis within the hybrid layer, by comparing immediate vs. long-term bond strength results of different interventions. Materials and Methods: The systematic review research was carried out through 5 databases: Pubmed/Medline; Scopus; Web of Science; Open Gray and Mednar. References were selected from the last 6 years. The risk of bias was assessed in the 11 studies included in the systematic review and 9 studies were selected for the network meta-analysis. Results: The ethanol wet bonding technique (EWB) when used in combination with the enzymatic inhibitors riboflavin (p <0.001), showed better results compared to other treatments. DMSO with 50% concentration applied together with the etch-and-rinse strategy has also shown to be statistically different from the control group (p = 0.014). Conclusion: The use of dehydration strategies positively influenced the results of longterm bond strength. The combination of EWB with enzyme inhibitors such as riboflavin seems to be the strategy that has the best ability to stabilize the adhesive interface. Further studies are essential for possible future clinical applications

Topics: Adesivos, Adesão dentária, Hidrólise, Revisão sistemática
Year: 2023
OAI identifier: oai:comum.rcaap.pt:10400.26/33854
Provided by: Repositório Comum
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://hdl.handle.net/10400.26... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.