Atuação fisioterapêutica na constipação intestinal: relato de experiência

Abstract

Introdução: A constipação intestinal é caracterizada pela diminuição da motilidade do intestino, com evacuação menor que três vezes na semana, grande esforço e dor para evacuar, fezes endurecidas e sensação de evacuação incompleta.  Pode ser tratada de diversas formas, entre elas: tratamento medicamentoso, cirúrgico, hábitos comportamentais, dieta e tratamento fisioterapêutico. Com relação ao tratamento fisioterapêutico, o uso da eletroestimulação transcutânea e massagem abdominal apresentam-se como propostas promissoras de tratamento, por serem métodos conservadores e técnicas não invasivas. Descrição da experiência: Trata-se de um relato de experiência da utilização de recursos terapêuticos na Unidade de Cuidados Continuados Integrados do Hospital São Julião. Paciente do sexo masculino, pós operatório de artrodese da coluna lombar, apresentava-se constipado por mais de quatro dias mesmo com o uso de medicamentos, dieta laxativa rica em fibras e aumento da ingesta hídrica, sendo necessária a utilização de enemas com frequência para a lavagem intestinal. Como conduta fisioterapêutica foi realizada a eletroestimulação transcutânea, com os eletrotodos posicionados no trajeto do nervo tibial posterior localizado na região posterior do maléolo medial da tíbia e o outro cinco dedos acima, utilizando os seguintes parâmetros: corrente TENS, frequência de 10 Hz, largura de pulso de 200 µs, três vezes na semana durante 30 minutos. Além disso, foi ensinado e orientado ao paciente realizar massagem abdominal para estimular peristaltismo, durante cinco a dez minutos, pelo menos duas vezes ao dia. Discussão: As respostas as técnicas aplicadas foram positivas, pois após uma semana de terapia, o paciente começou a evacuar sem a necessidade de enemas, entretanto, o intervalo entre as evacuações eram de três dias. Após quatro semanas de intervenção, observou-se melhora na motilidade intestinal, diminuindo o intervalo de evacuação para um ou dois dias, o que era o habitual antes da internação. Paciente foi de alta hospitalar com aumento da frequência de evacuações, praticamente todos os dias, e com melhora da qualidade de vida, resultando em uma experiência positiva ao mostrar que as associações de duas técnicas fisioterapêuticas foram eficazes para o tratamento da constipação intestinal.   Palavras-chave: Constipação intestinal. Terapia - estimulação elétrica. Massagem. Fisioterapia. &nbsp

Similar works

Full text

thumbnail-image

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul: UFMS / SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas

Provided a free PDF
oai:ojs.seer.ufms.br:article/10312Last time updated on 8/5/2020View original full text link

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.