Taxonomic study of the ant genus Gnamptogenys (striatula group) for Brasil (Hymenoptera, Formicidae, Ectatomminae)

Abstract

O gênero Gnamptogenys foi descrito por Roger em 1863, sendo que Lattke (1995) apresentou a primeira revisão para as espécies do Novo Mundo. Neste trabalho, ele reconhece seis grupos de espécies distintos para o gênero, dentre eles o grupo striatula, do qual cinco espécies ocorrem no Brasil. O presente estudo representa a primeira revisão taxonômica do grupo striatula em nível específico. Após o exame de 3.300 exemplares do gênero Gnamptogenys (grupo striatula) são reconhecidos os limites entre as cinco espécies já conhecidas, as quais foram aqui redescritas. Indivíduos de castas e sexos ainda não registrados (incluindo machos, gines e ergatóides) são aqui descritos pela primeira vez para diferentes espécies. Além disso, quatro novas espécies são descritas, incluindo gines e ergatóides para uma delas. Novos registros de localidades expandem significativamente a distribuição conhecida para a maior parte das espécies. Observações de campo aliadas a dados de rótulo de espécimes de museus fornecem importantes informações adicionais acerca da história natural das espécies. Em adição, foi criado um amplo banco de imagens em alta resolução e uma chave dicotômica, permitindo o acesso à identificação das operárias de Gnamptogenys (grupo striatula) para o Brasil.The genus Gnamptogenys was described by Roger in 1863 and Lattke (1995) presented the first revision to the New World species. In this work, he recognizes six distinct groups of species within the genus, including the group striatula, of which five species occur in Brazil. This study represents the first taxonomic revision of the group striatula at a specific level. After the examination of 3,300 specimens of the genus, we have recognized the limits of the five known species, which were redescribed here. Castes and sexes not yet registered (including males, gynes and ergatoids) are described here for the first time for different species. In addition, four new species are described, including gynes and ergatoids for one of them. New records of localities significantly expand the distribution known for most species. Field observations and label data from museum specimens provided important information about the natural history of the species. In addition, we created a comprehensive database of high resolution images and a dichotomous key, allowing access to the identification of the workers of Gnamptogenys (group striatula) in Brazil.Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológic

Similar works

Full text

thumbnail-image

Locus Repositório Institucional da UFV

redirect
Last time updated on 13/06/2020

This paper was published in Locus Repositório Institucional da UFV.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.