oaioai:repositorio.unb.br:10482/35751

O efeito da Estimulação Magnética Transcraniana no reconhecimento de Expressão Facial de Emoção por pacientes em quadro de transtorno depressivo maior

Abstract

Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Processos Psicológicos Básicos, Programa de Pós-Graduação em Ciências do Comportamento, 2019.A Estimulação Magnética Transcraniana repetitiva (EMTr) consiste em uma técnica de neuromodulação capaz de gerar neuroplasticidade, sendo indicada para o tratamento de quadros patológicos e, também, como uma ferramenta para investigações de diversos processos cognitivos (e.g., tomada de decisão, linguagem). O presente estudo buscou verificar o efeito da EMTr no reconhecimento das Expressões Faciais de Emoção (EFE; i.e., alegria, tristeza, nojo, raiva, surpresa e medo) em pacientes com TDM. Neste estudo, 48 participantes foram selecionados, tendo um grupo controle (n = 24) e sendo estabelecida a condição de estimulação em forma real e em forma de placebo (EMT sham). Os participantes realizaram a tarefa de reconhecimento de EFE com intensidades variadas (morphing com graduação de 0 a 100%) e por meio do método escada dupla (double staircase) foi verificado o limiar absoluto do reconhecimento. Essa tarefa foi realizada antes e após a condição de estimulação (real/placebo) de alta frequência no Córtex Pré-Frontal Dorsolateral esquerdo (CPFDLe). Parte-se do pressuposto que essa estrutura relaciona-se com a sintomatologia do TDM e com o reconhecimento da Expressão Facial de Emoção. O principal resultado obtido foi que os participantes alocados no grupo com TDM que receberam estimulação real, apresentaram redução no limiar para expressão da alegria, contribuindo com a melhora na capacidade de reconhecimento das Expressões Faciais de Emoção nos quadros depressivos, reduzindo o viés negativo para o reconhecimento das expressões.Repetitive Magnetic Transcranial Stimulation (rTMS) is a neuromodulation technique, indicated for the treatment of pathologic conditions. Using the standard protocol for the treatment of Major Depressive Disorder (MDD), with confirmed efficiency, verified the effect of rTMS in the recognition of Facial Expressions of Emotion (i.e., happiness, sadness, disgust, anger, surprise, and fear), in patients with MDD. In this research, 48 participants were selected, having a control group (n = 24) and being established the condition of real stimulation and in the form of placebo (rTMS sham). Participants accomplished the task of recognition of Facial Expressions of Emotion with varied intensities (morphing with graduation of 0 to 100%) and by means of application of the double staircase method, it was possible to verify the absolute threshold of recognition. This task was accomplished before and after the high frequency stimulation condition (real/placebo) of the left dorsolateral pre-frontal cortex. Starting with the assumption that this structure relates with the symptomatology of MDD and with the recognition of Facial Expressions of Emotion. After the stimulation, the participants allocated in the group with MDD received a real stimulation, had a threshold reduction to the happiness expression, contributing with the improvement in the capability of recognition in the expressions in the depressive conditions, reducing the negative bias for the recognition of expressions

Similar works

Full text

thumbnail-image

Repositório Institucional da Universidade de Brasília

Provided a free PDF
oaioai:repositorio.unb.br:10482/35751Last time updated on 5/13/2020View original full text link

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.