Article thumbnail

Economia Circular no Setor dos Alimentos & Bebidas: O caso do Canal HORECA

By Inês Ventura Rosendo

Abstract

O modelo económico linear, adotado desde a revolução industrial e, associado ao crescimento populacional, criou padrões de consumo que, atualmente se revelam insustentáveis, tendo levado ao desenvolvimento do conceito de economia circular. Este modelo económico circular tem vindo a ganhar importância, com diferentes setores a reconhecer os seus benefícios e apostar em novas medidas que promovam a transição de um modelo linear para um modelo circular. A constante exploração de recursos e desperdício de matérias-primas aliado ao crescimento populacional levou tem promovido o aumento da procura e consumo de bens alimentares, têxteis e embalagens, os chamados bens de consumo rápido, particularmente importantes, quando falamos em economia circular. Os Hotéis, Restaurantes e Cafés (canal HORECA) assume-se como um dos principais consumidores destes bens de consumo, principalmente alimentos e embalagens. A presente dissertação pretende estudar o Canal HORECA, avaliando o potencial de implementação de medidas circulares contribuindo para a transição do seu modelo económico atual (linear) para um modelo económico circular. O fecho de diferentes ciclos deverá permitir combater o desperdício alimentar e o consumo e desperdício de materiais descartáveis, como as embalagens. Dada a complexidade do tema e a escassez de informação nesta área, nomeadamente em Portugal, é feito um diagnóstico do setor com base na recolha de perceções de atores-chave e de um conjunto de inquéritos a estabelecimentos de restauração, com observação no terreno no decorrer dos inquéritos, bem como recolha de informação bibliográfica. Este processo permitiu identificar alguns obstáculos, como a falta de espaço nos estabelecimentos e benefícios, como a separação de resíduos já existente em alguns casos. Foi elaborado um conjunto de orientações de apoio aos estabelecimentos de restauração na implementação de medidas circulares, e a identificação de um conjunto de indicadores de avaliação de circularidade para os estabelecimentos de restauração e propostas de melhoria direcionadas aos stakeholders envolvidos em todo o processo. É possível concluir, de acordo com a informação recolhida e com os casos de estudo analisados, que os estabelecimentos de restauração, em Portugal, apresentam um elevado potencial de implementação de medidas circulares. Este potencial decorre do interesse generalizado na adoção de algumas práticas circulares que se verificou durante os inquéritos e, do interesse na redução de custos dentro dos estabelecimentos, bem como, do que ainda há a fazer que permitirá obter ganhos e evitar desperdício

Topics: Economia Circular, Bens de consumo rápido, setor de alimentos e bebidas, Canal HORECA, estabelecimentos de restauração, desperdício alimentar, Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia do Ambiente
Year: 2018
OAI identifier: oai:run.unl.pt:10362/71022

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.