Article thumbnail

Representações de género na literatura para crianças : perceções das crianças do ensino pré-escolar

By Inês Raquel Oliveira Fortunato

Abstract

Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Educação orgânica do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico.Tendo em conta a importância dos contos de fadas no processo de formação da criança, aspeto evidenciado por vários estudos, percebe-se que, através de recontos, esta entra em contacto com um género literário que permanece vivo. Dado que muitas histórias da literatura infantil contemporânea se cruzam com as clássicas, pretende-se, neste estudo, evidenciar como são representadas as princesas em obras clássicas e contemporâneas, analisando as representações de género através da figura da princesa. O estudo que apresentamos desenvolveu-se no âmbito da Prática Supervisionada em Educação Pré-Escolar, integrada no Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico. Nele consta uma apresentação e reflexão dessa prática, focando o que diz respeito aos dados relativos ao tema de investigação referenciado. Os contos tradicionais, por vezes designados de contos de fadas, deram a conhecer a figura da princesa que, ainda hoje, paira no imaginário da sociedade e à qual são atribuídas caraterísticas específicas como beleza, elegância, doçura, obediência, bondade, inocência, entre outras. No entanto, nos últimos anos, acompanhando a evolução do papel da mulher na sociedade, surgiram muitos outros contos que retratam a alteração na feminilidade e a desconstrução de estereótipos. Através da apreciação de três contos da literatura infantil de épocas distintas é feita uma análise dessa evolução: A Bela Adormecida, versão de Perrault, adaptada por Alice Vieira; A princesa que bocejava a toda a hora, de Carmen Gil; The Paper Bag Princess, de Robert Munsch (em tradução feita por nós). A escolha destes contos prendeu-se com a necessidade de orientar o estudo como forma de demonstrar a evolução da figura e o papel social da mulher. A opção metodológica foi o estudo de caso, sendo que as técnicas de recolha de dados utilizadas foram a observação, as notas de campo, a entrevista e os registos áudio e fotográficos. Este estudo constituiu, assim, a súmula de uma etapa repleta de aprendizagens, autoreflexão e experiências que nos permitiram estabelecer uma articulação entre a teoria e a prática.Abstract: Regarding the importance of fairy tales in the children educational process, the aspect evidenced by several studies, it is noticed that through retellings, it comes into contact with a literary genre that still prevails alive. Since many stories of contemporary children’s literature intersect with the classic ones, it’s proposed in this study to show how the princesses are represented in classic and contemporary stories, analyzing the gender representations trough the princess’s figure. The present study was developed in the Supervised Practice in Preschool Education, part of the Master Degree in Pre-School Education and 1st Cycle of Basic Education. We included a presentation and reflection of this practice, focusing on the referenced research topic. Traditional tales, sometimes named as fairy tales, made a figured princess who even today hangs in the imagination of society and which are assigned specific features like beauty, elegance, gentleness, obedience, goodness, innocence, among other. However, in recent years, following the evolution of women’s role in society, there were many other stories that represent the change in femininity and deconstruction of stereotypes. By examining three tales of children's literature of different times, it was analysed evolution: A Bela Adormecida, Perrault’s version, adapted by Alice Vieira; A princesa que bocejava a toda a hora, of Carmen Gil; The Paper Bag Princess, of Robert Munsch (translation made by us). The choice of these tales was detained with necessitate to focus the study in order to demonstrate the evolution of the figure and social women’s role. The methodological option was the study case and the techniques of data collection used were observation, field notes, interview and audio and photographic records. This study is consequently the sum of a stage full of learning, self-reflection and experiences that have enabled us to establish a connection between theory and practice

Topics: Literatura infantil, Representações de género, Princesas, Educação pré-escolar, Children’s literature, Gender representations, Princesses, Preschool education, Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências da Educação, Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências da Educação
Year: 2015
OAI identifier: oai:repositorio.ipcb.pt:10400.11/3064

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.