Article thumbnail

Paulo Coelho traído ou traduzido em "A Bruxa de Portobello"?

By Maria Helena Anacleto-Matias

Abstract

Procedendo a um levantamento linguístico-tradutivo algo exaustivo das obras de Paulo Coelho "A Bruxa de Portobello" e a sua versão em Inglês de Margaret Jull Costa "The Witch of Portobello", propõe-se uma reflexão acerca da importância das retroversões de autores Lusófonos para Inglês, nomeadamente do autor Brasileiro mais lido da actualidade. Também se refere a (des)necessidade de adaptações de Português do Brasil para o Português Europeu no que toca particularmente ao caso da literatura ficcional. Faz-se uma sinopse comentada da obra literária em questão devido à necessária contextualização. A enumeração dos casos tradutivos dignos de nota foi dividida segundos os seguintes pontos essenciais: há uma Introdução seguida de uma descrição comentada do enredo do romance, as opções tradutivas onde há diferenças entre as duas versões são referidas e brevemente comentadas caso a caso; depois temos os pontos das opções tradutológicas questionáveis e das boas opções culminando com o aventar da hipótese que até há melhoramentos na versão inglesa em relação ao original português analisado. Segue-se um capítulo em que são listados os aforismos típicos de Paulo Coelho e que consideraria Máximas de Vida, e finalmente a conclusão vem a seguir a alguns comentários analíticos e reflexões mais pessoais

Topics: Literatura brasileira, Tradução
Publisher: Instituto Politécnico do Porto. Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto
Year: 2007
OAI identifier: oai:recipp.ipp.pt:10400.22/822

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.