Article thumbnail

Agricultores familiares da região sul da amazônia brasileira: uma contribuição à crise ecológica global

By Lucimar S. de Abreu, Amaury Santos and Maria Aico Watanabe

Abstract

Poucos estudos têm analisado o papel da população amazônica para a conservação ecológica da biodiversidade e para a redução dos efeitos da crise ecológica global. Esse estudo aborda experiências com Sistemas Agroflorestais (SAFs) desenvolvida pela Associação de Produtores Alternativos (APA), em Ouro Preto do Oeste - RO. O objetivo foi o de verificar se é possível conciliar a conservação ambiental com o desenvolvimento da agricultura familiar no sul da Amazônia. A hipótese é que a agrobiodiversidade associada aos sistemas agroflorestais contribui para a minimização da crise ambiental global. Essa afirmação se contrapõe ao velho diagnóstico de culpar os agricultores menos favorecidos economicamente pela destruição de florestas. O estudo documentou cultivos agroflorestais conduzidos por produtores familiares que contribuem para preservação da floresta e que são ao mesmo tempo produções utilizadas na alimentação. Entre 2008 e 2010 ocorreram problemas com a gestão financeira e ética da APA. No entanto, essa experiência social associada aos SAFs, contribuiu fortemente para o estabelecimento de uma convivência harmônica com a natureza e para a construção da identidade ecológica local, além disto, gerou segurança alimentar aos produtores familiares. Os obstáculos experimentados pela organização não anularam o sucesso da experiência com SAFs e representa simbolicamente uma resposta local à crise ecológica global contemporânea.Eje: B4 Ambiente, naturaleza y agroecología (Relatos de experiencias)Facultad de Ciencias Agrarias y Forestale

Topics: Ciencias Agrarias
Year: 2015
OAI identifier: oai:sedici.unlp.edu.ar:10915/54410

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.