Article thumbnail
Location of Repository

Eficácia dos ativos DEET, IR3535 e Picaridin usados como repelentes de uso tópico contra o Aedes aegypti

By Zoé Paulina Feuser

Abstract

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (Mestrado Profissional) da Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC, como requisito para a obtenção do título de Mestre em Saúde Coletiva.As doenças ocasionadas por mosquitos debilitam milhões de pessoas a cada ano e dizimam muitas vidas, representando uma ameaça em nível mundial. Os mosquitos dos gêneros Aedes, por exemplo, são capazes de transmitir numerosas doenças diferentes, entre elas se destacam a dengue, o zika vírus, a febre amarela e a chikungunya. Considerando que ainda não existem vacinas eficazes para todas as doenças transmitidas por esses insetos, a medida profilática mais antiga e eficiente contra os mosquitos é o uso individual de repelentes de insetos de uso tópico. As principais substâncias ativas dos repelentes comercializados são DEET, IR3535 e Picaridin. Objetivo: O objetivo dessa revisão sistemática é determinar a eficácia dos ativos com a finalidade de repelência de inseto para uso tópico contra o mosquito Aedes Aegypti. Métodos: Uma pesquisa sistemática foi realizada até junho de 2018 usando bases de dados MEDLINE, EMBASE, Cochrane Library e fontes de literatura cinzenta para estudos que utilizaram os seguintes termos: ―Aedes Aegypti‖ ―topical repellents‖ ―picaridin‖ ‖deet‖ ―IR3535‖. A avaliação da qualidade do estudo foi realizada usando a lista de verificação de avaliação da qualidade de Downs e Black. Resultados: Dos 18 incluídos nesta revisão, a maioria foi de baixa qualidade metodológica. É dificil testar e quantificar a repelencia, devido inumeras variáveis, como fatores fisiológicos e ambientais e isso foi perceptível nesse estudo. O ativo mais eficaz foi DEET a 80% com proteção de 420 minutos, porem utilizado em uma concentração muito alta, com riscos de efeitos adversos. Seguido da Picaridin a 20% com proteção 410,4 minutos, DEET a 20% com proteção maior que 380 minutos, IR 3535 a 15% protegeu 362 minutos, seguido do IR 3535 a 10% com proteção de 356 minutos e a Picaridin a 10% com proteção de 351,5 minutos. Porem cada um foi realizado com testes que variavam entre si. Conclusão: Desta forma recomenda-se a realização de um estudo que compare os três ativos mais comumente utilizados, em concentrações semelhantes e com a mesma metodología aplicada, para desta forma comparar o desempenho dos repelentes de forma confiável

Topics: Aedes Aegypti, Insetos como transmissores de doenças - Prevenção, Repelentes de insetos - Eficiência, DEET, Picaridin, IR 3535
Year: 2018
OAI identifier: oai:repositorio.unesc.net:1/6263
Provided by: UNESC

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.