Article thumbnail

Disponibilidade e uso de plantas medicinais na zona de amortecimento do Parque Nacional de Sete Cidades, Piauí, Brasil

By Guilherme Muniz Nunes

Abstract

The use of plants for the treatment of diseases among humans is historically old. Even today, in the face of the advance of modern medicine, the use of plants for therapeutic purposes is still seen in many human groups as an alternative, both for cultural and economic issues, especially in rural areas and in developing countries. The objective of the present study is to record and analyze the use and knowledge of medicinal plant species, as well as their local availability in the vegetation areas, in a rural community in the buffer zone of the Sete Cidades National Park in Piauí. Semi - structured interviews were conducted with 27 community residents and a phytosociological survey was performed using the quadrant method. The use and versatility of the species were evaluated by the methods of Value of Use, Relative Importance and Relative Frequency of Citation. Fabaceae and Anacardiaceae were the most representative families in number of species cited. Ximenia americana was the most prominent species in relation to all quantitative methods adopted. The parts of the plants most used were bark and bramble. Regarding the preparation the highlight was for sauce, lambedor and decoction. The more highlighted category of diseases to which the plants were cited was Diseases of the Respiratory System. The data obtained does not support the Ecological Appearance Hypothesis.NenhumaO uso de plantas para o tratamento de enfermidades é historicamente antigo entre os seres humanos. Mesmo hoje, diante do avanço da medicina moderna, o uso de plantas com finalidades terapêuticas, ainda é tido em muitos grupos humanos como uma alternativa, tanto em função de questões culturais como econômicas, principalmente em áreas rurais e em países em desenvolvimento. O objetivo do presente estudo é registrar e analisar o uso e o conhecimento das espécies vegetais com finalidade medicinal, assim como sua disponibilidade local nas áreas de vegetação, em uma comunidade rural na zona de amortecimento do Parque Nacional de Sete Cidades, no Piauí. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 27 moradores da comunidade e um levantamento fitossociológico pelo método de ponto quadrante. O uso e versatilidade das espécies foram avaliados pelos métodos de Valor de Uso, Importância Relativa e Frequência Relativa de Citação. Fabaceae e Anacardiaceae foram as famílias mais representativas em número de espécies citadas. Ximenia americana foi a espécie de maior destaque em relação a todos os métodos quantitativos adotados. As partes das plantas mais utilizadas foram casca e entrecasca, quanto ao preparo o destaque foi para molho, lambedor e decocção. A categoria de doenças de maior destaque para a qual as plantas foram citadas foi a de Doenças do Sistema Respiratório. Os dados obtidos não dão suporte à Hipótese da Aparência Ecológica

Topics: Etnobotânica, Parque Nacional de Sete Cidades, Aparência Ecológica, Medicina tradicional, Ethnobotany, Sete Cidades National Park, Ecological Appearance, Traditional Medicine, Identificação das floras - Parque nacional de Sete Cidades-PI, Plantas medicinais - Doenças do sistema respiratório, Fabaceae, CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Publisher: 'Portal de Periodicos UFPB'
Year: 2019
OAI identifier: oai:repositorio.ufpb.br:123456789/16655

To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.

Suggested articles